No país em que vivemos, há hoje em dia, uma busca por parte dos jovens pela tecnologia. Todos buscam acesso à internet, celulares cada vez mais avançados tecnologicamente, mas esquecem-se de que, para uma #Comunicação real, o nosso português não pode ser massacrado como temos visto.

A leitura se resume nas conversas por watsapp onde as palavras são resumidas, a pontuação não existe e o que importa realmente é o entendimento básico do que se queria dizer. É triste observar o caminho que a juventude brasileira vem seguindo. Quanto mais tentamos redirecioná-los ao universo dos #Livros, mais somos considerados obsoletos.

Em países desenvolvidos a leitura é introduzida na infância como uma forma de aproximação dos pais aos seus filhos, esse universo envolve as crianças que desenvolve a criatividade, expande a imaginação e se tornam adultos conscientes, envolvidos com os anseios da sociedade e obstinados a fazer a diferença.

Publicidade
Publicidade

A leitura se desenvolve junto com o esporte e formam o caráter dos jovens.

Quando criança, meu pai comprava os livros e minha mãe se encarregava de contar as belas histórias que aguçavam minha imaginação. Na adolescência, comecei a escrever minhas próprias histórias, meus poemas eram escolhidos entre os demais na escola. Ainda não tinha contato com o mundo tecnológico e quando isto aconteceu, desenvolvi melhor o meu estilo literário, pois o Face era apenas um meio de comunicação, o celular servia para fazer e realizar ligações. Não suprimia as palavras para me expressar e desenvolvi minha escrita. Na dúvida de como escrever determinada palavra ou até mesmo quanto ao seu real significado, recorria ao Google e sentia-me bem por usar a tecnologia para aprimorar um dom.

Escrever é minha paixão! Publicar é outra história

Meu sonho teve que crescer e só após 21 anos é que consegui chamar a atenção de uma editora.

Publicidade

Contratei seus serviços e estou aguardando o processo. Composição da capa, aprovação, diagramação do miolo, aprovação, preenchimento da ficha literária, aprovação, aceite, dias na gráfica...

Quando estamos aguardando a realização de um sonho o tempo parece não passar e a ansiedade teima em ser companheira constante. Controlar as noites em que a insônia nos faz sonhar acordada talvez seja realmente a parte mais complicada do processo.

Quando enfim, o momento chegar e o livro estiver realmente publicado, inicia-se a parte mais difícil: convencer os leitores de que os brasileiros também podem escrever belos livros e que não é necessário ser um Shakespeare para ter um romance de sucesso. #Educação