A Universidade de São Paulo (USP) é conhecida no mundo como uma das melhores universidades brasileiras. É muito elogiada internacionalmente pelo campo de pesquisas avançado que possui dentro da unidade. Na universidade formaram-se muitos alunos que atualmente são conhecidos na mídia. Algumas delas são: Rodrigo Faro, Luciano Huck, Caio Blat e outras celebridades.

Mas nos últimos anos, a universidade está passando por situações vergonhosas que está acabando com sua reputação. Primeiro foi o escândalo que envolveu a administração da diretoria, alegando que a universidade está em crise financeira. Agora, a denúncia de atos de violência sexual e desrespeito aos direitos humanos dentro da universidade.

Publicidade
Publicidade

Ações como essas mobilizaram as universidades paulistas a tomarem medidas urgentes nas suas políticas de segurança.

Um levantamento foi publicado e mostrou que ações de atos de violência sexual dentro da universidade são maiores que no estado de São Paulo, nos últimos anos. Fatos como esses deixam pais de alunos muito preocupados e mobilizam as autoridades também. A diretoria tomou algumas medidas, uma delas foi proibir eventos de festas estudantis e consumo de bebidas alcoólicas. A diretoria está elaborando outras restrições para acabar com essas ações indisciplinares dentro da universidade.

No mês passado, ocorreram muitas denúncias na Comissão de Direitos Humanos, de alunas que sofreram violência sexual nas festas ocorridas dentro dos estabelecimentos da universidade. Esses alunos que perseguiram e constrangeram as vítimas foram expulsos da universidade.

Publicidade

A quebra do silêncio começou após essas denúncias de abusos virem à tona.  Até então, fatos que aconteciam lá dentro eram restritos aqui fora, ou seja, ninguém podia saber para não manchar o nome da universidade.

Alguns anos atrás, crimes inexplicáveis, trotes violentos e estupros, foram casos de escândalos que envolveram a universidade. A morte do estudante Victor Hugo, de 20 anos de idade, ocorreu numa festa dentro da universidade e chamou a atenção do Estado. A morte do rapaz foi inexplicável e ninguém soube explicar direito o ocorrido. Casos de roubos vêm crescendo muito nos últimos anos também.

As opiniões dos futuros alunos da USP se dividem, muitos acreditam na universidade e dizem que a previsão para o próximo ano é de grande melhora. Eles fizeram o vestibular e estão confiantes. Disseram que a diretoria está tomando as providências para acabar com esses atos que detonam o nome da universidade. Já outros, desistiram do vestibular e procuraram novas instituições de ensino para estudar. #Igreja