O #Natal chegou e com ele as comemorações, as festas e presentes. Todos se sentam à mesa para festejar e a ceia de natal é a mais esperada, pois é o período em que há muitas comidas diferentes, variedades de bebidas. As pessoas compram mais nesta época do ano, o comércio se aquece e o movimento aumenta, pois, as pessoas vão às compras e utilizam o 13º salário para comprar diversos produtos, desde presentes, alimentos, roupas, brinquedos, artigos diversos, até para quitar dívidas.

Dezembro é o último mês do ano, é o fechamento de um ciclo. Pessoas se voltam para comemorar o encerramento do ano e festejar. As festas ganham ar de nostalgia, sofisticação e as comidas são preparadas de uma forma diferente. Parecem ter mais sabor, mais beleza. E aquela receita que nunca se ousou fazer durante o ano, no natal se faz, pelo simples fato de querer inovar.

Todos têm o desejo de confraternizar, de se unir em torno da mesa, de presentear e reunir os familiares. É um momento único e mágico e essa força que o mês de dezembro, o natal, exerce nas pessoas é algo inexplicável. Mas, além de toda essa mágica é preciso lembrar do verdadeiro sentido do Natal que é o nascimento do Cristo. Jesus morreu por nós, na Cruz, para nos libertar do mal, do pecado e nos mostrar um caminho onde podemos ter uma vida diferente, pautada no amor, na luz, na sinceridade. 

Mas o comércio impera nesta época e tudo gera gastos, vivemos em um país onde o poder econômico se faz presente e as pessoas sentem a necessidade de gastar, seja para suprir necessidades, ter mais supérfluos ou alimentar o ego, pois é bom ir ás compras. Para a maioria, comprar significa ter poder aquisitivo, e a maioria nem se lembram daqueles que nada têm. #Culinária #Opinião

É importante não esquecer de que além das festas, há o lado emocional e espiritual que precisa ser cuidado. Não se pode basear apenas no lado material, é importante lembrar de Jesus, pois ele é o caminho, a verdade e a vida. Morreu por nós, para nos libertar dos pecados e nos fazer percorrer um caminho de amor, caridade, fraternidade e luz.