Desde o início da história a sanção mais comum ou talvez a única a se aplicar a quem infringisse as regras, fosse contra o ideal principal do grupo ou simplesmente a quem fosse inimigo, a pena de morte é a aplicação mais extrema que se pode aplicar e sujou de sangue as mãos de carrascos durante milhares de anos, situação essa que ainda é vista nos dias de hoje.
Olhando de um ponto de vista evolutivo, a morte é uma peça fundamental, onde apenas o mais forte e inteligente sobrevive, enquanto de outro lado, os mais classicistas, defensores de ideais bíblicos e seus fundamentos, não podem negar a presença da morte em todos os momentos do livro, não somente por causas naturais, mas também como punição por desvios.
Uma situação comum no passado, hoje vista com outros olhos pela sociedade ocidental, a pena de morte é sempre assunto de discussão e polêmica, envolvendo pessoas, umas contra e uma parcela menor, que porém vem crescendo, que se mostra adepta à volta da pena.


Contra
Antes de mais nada, pedir ou lutar pela volta da pena de morte no Brasil é direito de qualquer pessoa que defende o ideal, porém essa situação se concretizar é outro assunto, para não se dizer que é quase impossível. A questão da pena de morte no Brasil é clausula pétrea da nossa constituição, ou seja, o que está escrito lá não pode ser alterado ou retirado, salvo criação de uma nova constituição, o que também é pouco provável. Nenhuma lei criada pode ir contra o que está escrito no código e a pena de morte no Brasil, como descrito no artigo 5°, diz que a tal pena é proibida em qualquer caso em nosso país, exceto em tempos de guerra. Por esse simples motivo, discutir esse assunto é mais ético e filosófico do que algo político e que possa vir a acontecer, pelo menos em terras tupiniquins.
São vários os argumentos de quem é contra a pena capital, dentre as que afirmam ser uma ideia ultrapassada que não se enquadra na sociedade atual, na qual se pode procura soluções mais efetivas e menos extremistas. Mas a espinha dorsal da ideia do não apoio à pena que põe fim a vida de condenados é a injustiça, pois diferente das outras penas, por mais que sejam rígidas, a morte é a única que não pode ser revertida e se coloca o ponto no qual a sociedade mata um inocente e o mesmo não pode fazer nada, maculando de uma maneira ou outra os valores da justiça, que não está sendo praticada.


A favor
Deixando a situação da injustiça de lado, mesmo sendo um forte argumento, alimentada por um sentimento de medo e perplexidade, a pena de morte tem adeptos, que vem aumentando a cada dia, em reflexo ao aumento da criminalidade e violência, e a pena de morte torna-se então uma possível solução, se comparada às políticas aplicadas atualmente, que por inúmeros fatores não funcionam em sua totalidade e a sanção usada, a prisão, perde sua finalidade, tornando-se uma escola do crime, que favorece o condenado a voltar a cometer atos ilícitos depois de solto.


O que você acha disso?
Um assunto muito polêmico, com argumentos muito fortes. Devemos pensar muito antes de escolher um lado a defender. Uma pena que ainda existe em muitos países, inclusive em muitos estados dos EUA, a pena de morte é muito discutida, principalmente pela sua efetividade.


#Opinião