Desde 1998 no Brasil foi implantada a lei de preferência ao pedestre ao atravessar na faixa zebrada! Mas será que todos realmente entenderam isso com clareza? Nesse ano de 2014, foi que entrou mesmo em vigor com mais seriedade. O motorista que desrespeitar o pedestre enquanto o mesmo estiver atravessando a rua, vai cometer uma infração e a sua punição é a multa de trânsito.

Então, vamos ver se as coisas funcionam com determinados detalhes, o condutor de um veículo com certeza passou por uma autoescola, teve muitas aulas ao volante com um instrutor totalmente profissional e preparado, para deixar seu aluno apto para receber sua carta de habilitação e dirigir com segurança total.

Publicidade
Publicidade

Surgiu essa lei (dê preferência à vida! Respeite o pedestre), e lógico que o motorista vai ter consciência de onde e em quais situações ele precisa agir de forma legal, pois estudou sobre sinalizações e escritas nas ruas. Ao mesmo tempo, obedecer pensando até em si próprio e sua família. Trata-se de uma lei que o motorista também pode estar na situação de pedestre isso e importante demais, pois alguns anos atrás muitos perdiam suas vidas com atropelamento.

Com a implantação da nova lei, a mortalidade diminuiu em 60% nos casos de atropelamento. Agora vem algo muito intrigante que parece que ninguém pensou! Muitos pedestres não entendem exatamente nada de placas de sinalização e escritas nas ruas, então essa e a pergunta: a pessoa que vai atravessar uma via estudou algo sobre trânsito? Não! Pois nem dirigir ela aprendeu, já parou para pensar nisso?

Então podemos estender por que muitas vezes o acidente acontece com o motorista e não com o pedestre. Um senhor aparentando uns 70 anos pretende atravessar numa via de trânsito intenso, mas a faixa de travessia está longe dele.

Publicidade

Então, como já ouviu sobre a lei que os carros devem respeitar quando for atravessar ele abaixa a cabeça e vai em frente.

Por questões de segundos - tudo acontece em meio a tantos carros, os condutores sentem que precisam diminuir a velocidade com muita rapidez, então vem àquilo que chamamos de engavetamento. Vários carros batendo na traseira do outro, causando diversos acidentes e até fatalidades. Tudo isso para não atropelar o idoso.

Outra coisa que acontece demais: a faixa esta a 100 metros de distância, no entanto o homem que segue para seu local de trabalho esta atrasado. Então, ele resolve mudar de calçada ali mesmo fora da faixa e não se preocupa com os carros.

São inúmeras vezes que situações parecidas estão acontecendo, pessoas querem atravessar e simplesmente entram na frente dos carros sem se preocupar se ele pode ou não parar naquela hora. Alguns, ainda olham para o motorista e esperam um sinal para seguir, e quando isso acontece tudo vai bem.

Pois então, vai uma dica para os guardas de trânsito:

Procure dar mais atenção e explicações aos pedestres, um exemplo: "senhor (a) evite acidentes entrando na frente de um carro de repente! Ele pode ser obrigado a parar numa hora que vai causar grandes acidentes."

Vamos sim pensar e respeitar o pedestre! Mas, precisamos lembrar que o condutor de um carro não tem uma bola de cristal. #Automobilismo #Opinião