Sempre nos reunimos com pessoas queridas para passar a virada do ano e toda vez que o ponteiro se move indicando que inicia-se um novo ciclo, temos como tradição distribuir abraços e votos para o novo ano. Isso não me incomoda, pelo contrário, acho que deveríamos ter mais momentos assim. O que me incomoda um pouco é que quase sempre é tudo tão automático - "feliz ano novo", "muita saúde, paz, sucesso etc". Digo automático porque, muitas vezes uma dessas pessoas a quem desejamos votos de coisas boas, precisa, em um outro momento, de palavras de conforto ou de estímulo, e não perdemos um minutinho do nosso tempo para fazer isso.

O ano novo dura o ano todo, pois até o último dia dele, coisas boas podem acontecer e projetos nos quais trabalhamos podem dar certo.

Publicidade
Publicidade

Ele é novo até o último minuto, quando passa a faixa de "ano novo" ao próximo.

O que quero com isso? Resgatar um pouco da solidariedade com o próximo e com o nosso próximo, aquelas pessoas com quem temos uma convivência, mas que muitas vezes não conseguimos ver que ela precisa de um pouco de atenção. Quero que o abraço que damos no ano novo seja também dado em outros momentos, sem que seja preciso uma data indicando que aquele dia é dia de abraçar. Quero que o desejo de felicidade seja dito em qualquer momento, seja uma segunda-feira odiada ou em uma sexta-feira 13. Quero que sempre tenhamos uma palavra de acalento, de aconchego, de otimismo ou de força, para dar à alguém, porque nem sempre são os presentes que agradam mais, às vezes são as palavras, sejam elas escritas ou faladas.

Por isso, termino o artigo desejando boas energias, "good vibes" a todos, nos dias de 2014 que restam e para o ano de 2015.

Publicidade

O ciclo se reinicia, desejo que sejamos capazes de torná-lo melhor que o ciclo anterior. Também é para isso que um ano novo serve, para refazermos e reinventarmos.

E que ao comemorar lembremos de agradecer pelo que temos e de orar (a quem é de orar), emitir boas energias e bons pensamentos a quem possa estar precisando naquele momento. Lembre-se do poder da união, do poder do pensamento, do querer bem e do desejar o bem. #AnoNovo2015