São Paulo sem água paulistas e paulistanos preocupados: "cadê a água? O estado mais rico do País em alerta e alertando também o Brasil. Trata‐se de um problema sério, onde não só autoridades, mas toda a nossa população deve ficar atenta a este fato, para cuidarmos melhor dos bens necessários que a #Natureza nos dá. A culpa é a falta de chuva? Óbvio que existe pouca chuva, mas o problema não se resume somente à falta de chuvas. Seria falta de cuidados das autoridades responsáveis em zelarem preventivamente pelo patrimônio público? É verdade que não cuidaram, mas a seriedade do problema não pode ser debitada apenas aos descuidados eminentes das autoridades, entidades responsáveis e à falta de chuva.

Publicidade
Publicidade

Os problemas e deficiências que ocasionam estes transtornos vão além dos citados acima. Trata-se de um problema generalizado, dando‐me o direito de afirmar que também tenho minha culpa. A falta de conhecimento do ser humano sobre o ciclo hidrológico na floresta causa uma crescente e perigosa destruição ao meio ambiente. O homem, com suas próprias mãos e teimosia, derruba árvores nas margens de rios e áreas onde o terreno com acentuada declividade necessita de arborização permanente. Sem cobertura florestal aumentam as erosões territoriais que seguem em curso assoreando rios e seus reservatórios naturais.

Assim segue o agravante ciclo de destruição dos recursos naturais, diminuindo a quantidade e alterando a qualidade da água. Com o desmatamento generalizado das florestas, a degradação ambiental é inevitável, ocasionando sérios transtornos a todos nós, seres humanos. Entre transtornos e danos identificados, cito aqui os mais populares: redução da fotossíntese e aumento da temperatura. Mas é preciso entender que cuidar é uma necessidade conjunta; tanto as áreas rurais quanto os grandes centros urbanos precisam unir‐se a esta nobre causa.

Com a expansão populacional nas zonas urbanas e utilização irregular nas áreas de mananciais, cresce o consumo das águas, em escalada extremamente destruidora. Fatores que, juntos, são determinantes na degradação da floresta, descuidos expostos aos olhos de todos. Juntos precisamos entender que os acontecimentos de São Paulo são um alerta de proporções nacionais. Você quer chuva e precisa de água? Ele precisa, eu preciso, todos nós precisamos. Vamos cuidar de maneira sensata e conjunta. Os danos citados acima diminuem as camadas de massas úmidas, nos expondo à escassez de chuva.

Espero tê‐lo ajudado a entender porque a culpa não é só dele.

Publicidade

A culpa é minha, sua, de todos nós juntos. Vamos preservar as áreas de mananciais. Não precisamos derrubar as árvores nas margens dos rios e em áreas com declive acentuado. Não precisamos destruir os mananciais nas regiões urbanas. Precisamos urgentemente de cuidar, não derrubar uma árvore, mas plantar duas ou dois milhões. Precisamos todos fazer a nossa parte bem feita e correta. A natureza cobra. O planeta pede socorro! #Opinião