São Paulo vai ganhar faixas de pedestres em "X" a partir de segunda-feira, dia 8. As faixas são bastantes comuns em Tóquio, Japão, e serviram de inspiração para o modelo paulista. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que as faixas diagonais serão pintadas no cruzamento das ruas Cristóvão Colombo e Riachuelo, região central da cidade. O local escolhido fica próximo da Avenida Brigadeiro Luís Antônio e foi escolhido por ser bem movimentado, próximo da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo de São Francisco e da sede do Ministério Público Estadual. De acordo com a CET, a opção por usar esse tipo de faixa de pedestre visa dar mais segurança e ser mais prática aos pedestres.

Publicidade
Publicidade

Na prática, os pedestres poderão atravessar a rua "de uma só vez", em vez de atravessar uma via por vez, em duas etapas, quando quiserem chegar à esquina oposta. A CET também informou em números o que a adição da faixa de pedestre em X representa: Quem atravessava as duas faixas a pé demorava cerca de um minuto e meio e agora demorará um minuto. Serão quase 30 segundos de travessia economizados.

Como é algo inédito não apenas em São Paulo, mas em todo o Brasil, a CET também informou que irá instalar diversas placas de sinalização viária para educar os pedestres, motoristas e ciclistas sobre o seu funcionamento. Serão instalados semáforos novos para os pedestres de acordo com os novos tempos limites de travessia. Os novos semáforos terão apenas 5 segundos de sinal verde indicando que uma travessia pode ser iniciada e 18 segundos de vermelho piscando, alertando que não dá mais tempo de se iniciar uma nova travessia.

Publicidade

O local da faixa de pedestre em X não foi escolhido à toa. A escolha foi feita após pesquisas feitas pela CET, que contou a quantidade de pedestres que atravessavam a área por hora. O cruzamento das ruas Cristóvão Colombo e Riachuelo recebe uma média de 189 pessoas por hora no horário de pico. Funcionários da CET ficarão no local para garantir a segurança nos primeiros momentos e orientar motoristas e pedestres. E a partir dos resultados, a faixa de pedestres em X poderá ser levada para outras áreas de São Paulo.