As relações pessoais foram há pelo menos uma década totalmente transformadas pelo uso da internet. Tudo se tornou mais fácil, para alguns e mais difícil, para outros. O fato é que há um boom de sites que prometem reunir  almas gêmeas, de acordo com as suas preferências. Será mesmo?

Minha opinião é que, a tecnologia aproxima, faz com que tenhamos acesso a milhares de pessoas, mas tudo se tornou tão mais frio. O contato pessoal ainda é o que faz dar o frio na barriga. Sem contar que muitas pessoas significa muitas opções, um flerte aqui, outro ali, outro lá - e aí? O que sai disso tudo?

A internet com o passar dos anos tornou os relacionamentos mais efêmeros. Quando começou a ser utilizada amplamente - no final dos anos 90 e início dos anos 2000 - havia casos e casos de pessoas que se conheciam, namoravam, casavam. Parece-me que tinha um envolvimento maior. Não que hoje não se encontre pessoas que achem o seu companheiro/companheira virtualmente, mas o que mais acontece são casos eventuais.

Mas, voltando aos sites de namoro, que sempre estiveram presentes na web, o que mais chama a atenção é que de uns anos pra cá, muitos deles vêm sendo segmentados. Há os mais genéricos, mas caso você procure algo mais específico, há os de nicho, onde você pode encontrar vegetarianos, pessoas bonitas, pessoas feias (gostaria de saber quais os pré-requisitos para entrar nesses dois últimos), pessoas acima de 40, pessoas gordinhas, para quem tem fetiche por capitães do mar ou para quem é fã de Star Trek, citando alguns.

Será que essa segmentação melhora a procura pelo par ou as pessoas preferem a velha técnica de tudo e misturado? Será que mesmo dessa forma, as pessoas não acabam mentindo, como alguém no site para pessoas bonitas, por exemplo, qualquer um pode mandar retocar uma foto e se transformar em uma beldade. 

Enfim, confesso que agora fiquei curiosa, se alguém sabe mais sobre esses sites ou sabe de sites interessantes que tenham como objetivo reunir pessoas por interesses em comum, gostaria de saber, assim como as opiniões sobre relacionamentos que nascem na internet.