Um dos momentos de grande indecisão na vida de muita gente, principalmente na dos jovens, é quando chega a hora de escolher qual faculdade cursar, pois esse passo é o primeiro que vai determinar a profissão que talvez seja a única por toda a vida. Em alguns casos, sabe-se desde muito novo que carreira se quer seguir, algumas vezes muda-se de direção durante o percurso, outras mantem-se firme na decisão tomada, não raro, quando ainda criança.

Testes vocacionais poderão ajudar, mas o que determinará mesmo que rumos tomar em direção a alguma carreira, são as suas preferências e afinidades com determinados assuntos ou em linguagem bem escolar, com determinadas matérias.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas sobre uma das profissões em alta no mercado: a de engenheiro civil.

Para seguir a carreira de engenheiro civil o pré-requisito básico é gostar das ciências exatas. Isso significa basicamente andar de mãos dadas com a matemática e em alguns semestres também com a física. Então se a matemática e a física não lhe despertam interesse algum, essa carreira não serve para você.

Quais são as principais funções de um engenheiro civil?

* Calcular, construir, operar e manter edificações ou infraestruturas como pontes, rodovias, barragens, portos, entre outros.

* Elaborar orçamentos, supervisionar a obra e seu andamento e fazer o controle de qualidade dos produtos utilizados.

 * Gerenciar equipes, efetuar vistorias, perícias e emitir laudos e pareceres técnicos.

O curso de engenharia civil tem duração de cinco anos e os dois primeiros anos são a base do curso. Nos três anos restantes há a segmentação do curso em áreas mais específicas da carreira, como a hidráulica, a de geotecnia e a estrutural.

Depois de formado, se houver dúvidas com relação à qual área seguir, o estudante poderá fazer estágios para experimentar um pouco de cada uma dessas áreas e tentar descobrir qual a sua preferida: a engenharia hidráulica trata de transporte e fluxo de fluídos, como água e esgotos e está ligada à sanitária e à engenharia do ambiente,  a geotecnia trata de qualquer infraestrutura em rocha ou solo, como fundações, escavações e aterros; ela prevê e previne danos que desastres naturais causam, e a engenharia estrutural é o ramo de qualquer engenharia que lida com cálculos estruturais para encontrar a melhor utilização dos materiais, de forma simples, é a que aplica a mecânica dos sólidos aos projetos.

Seja qual for a área escolhida, saiba que a carreira de engenheiro civil é uma das mais valorizadas e bem remuneradas e atualmente há um grande número de ofertas de empregos na área. A alta empregabilidade na área está diretamente ligada ao crescimento econômico do país. Em determinados lugares, como cidades turísticas, sempre há vagas para profissionais de engenharia. Se as dúvidas ainda perduram com relação à seguir a carreira na engenharia civil ou não, faça uma pesquisa detalhada e converse com profissionais das diversas áreas, anote tudo o que quer saber a respeito e depois faça uma análise profunda – uma lista de prós e contras certamente lhe ajudará. Boa sorte! #Educação #Trabalho