Eu discordo da ideia de que viajar para o exterior não é luxo só de gente rica. Para se fazer uma #Viagem para fora, é preciso que se tenha planejamento e foco. Sou muitas vezes taxado de "playboy", "mauricinho" e algumas pessoas até torcem o nariz pra mim, quando digo que já fui pra #Europa, por exemplo. A realidade é que tenho 28 anos, sou formado em Letras há 4 anos e há 3 anos trabalho como analista de treinamento de softwares. Não vem ao caso revelar o meu salário, mas basta fazer uma pesquisa rápida na internet, que você vai ver que eu não sou nenhum magnata, portanto não tem dinheiro "sobrando" na minha conta, muito embora eu tenha lá a minha poupancinha.

Publicidade
Publicidade

Ah, não sou, muito menos, filho de ricos, então, eu que não ajudo em casa não, pra ver!

Mas e então, tem segredo pra conseguir fazer aquela viagem bacana pra gringa? Na verdade, não. Digo que até foi mais fácil do que eu imaginava. Vou tentar organizar abaixo alguns passos que deram certo pra mim, na minha primeira grande viagem internacional, que teve como destino o continente europeu:

1 - Abra uma planilha simples no Excel e coloque os itens com o que você vai gastar em sua viagem: passagem aérea, hospedagem, alimentação, entretenimento etc. Para cada um deles, coloque uma estimativa de quanto pretende guardar de dinheiro. Considere a moeda do país para o qual você quer ir.

2 - Abdique de luxos como passeios caros e baladas e separe um dinheiro todo mês para sua viagem: Caiu o salário na conta, das duas uma: já compre algum item da sua viagem ou separe o dinheiro para comprar tudo junto depois de um tempo.

Publicidade

Lembre-se: dinheiro na mão é vendaval!

3 - Consulte pessoas que já viajaram e que possam lhe dar #Dicas de lugares pra ficar: algo que parece absurdo, mas pode ser bacana é conversar com estrangeiros em chats internacionais. Eles podem te dar dicas valiosíssimas.

4 - Se você já tem uma quantia boa guardada, sugiro que compre primeiramente o item mais caro de sua viagem. Uma vez que já gastou uma grana alta, vai automaticamente se forçar a guardar mais dinheiro para os outros itens que ainda faltam.

Percebo que os brasileiros são muito "apavorados" com a ideia de comprar carro e casa e aí acabam se privando de conhecer o mundo. Se você é jovem, sugiro que não tenha medo. Se você ainda mora com os pais, fique mais tranquilo ainda, pois você provavelmente vai conseguir guardar mais dinheiro do que alguém que já mora sozinho.

5 - Uma última dica: se no seu dia a dia puder usar transporte público, aproveite disso. Um dos fatores que mais facilitou eu poder fazer uma viagem dessas, foi não ter gastos com carro.

Publicidade

Às vezes algumas pessoas exclamam com certa ponta de inveja: "Nossa, que metido! Ele já foi pra Europa!". Eu respondo com a mesma moeda: "Nossa, que metido! Ele tem um carro zero!".

É uma questão de prioridades que está em jogo. Espero que minhas dicas tenham sido válidas, caso umas de suas prioridades seja como a minha: conhecer o mundo do qual faço parte. E quer saber? Você vai voltar uma outra pessoa depois que descobrir o que tem além do horizonte.

Boa viagem!