Muitas pessoas têm aderido a moda do 'ser politicamente correto', discursar sobre como a corrupção é suja, uma praga que infesta o país dentre os nossos políticos, administração pública, dentre outros muitos lugares possíveis.

Já reparou no quanto o discurso de peito inflamado do brasileiro é bonito, na medida que fala sobre a podridão que escorre das câmaras e assembleias, quando fala dos inúmeros assaltos aos cofres públicos e das voluptuosas propinas pagas para 'facilitar' obras, negócios, entre outros?

Mas você já parou para pensar que furar a fila, 'dar um jeitinho', falar com o fulano para conseguir algo que precisa ou ter alguém que possa dar uma mãozinha naquele probleminha com a prefeitura é tão conveniente?

Somos um caso típico de quem usa a influência ou conhecidos para facilitar nossos cotidianos, ter vantagens e benefícios, sem claro, acreditar que isso possa ser algo que possa trazer algum tipo de prejuízo social, que isso pode ser uma forma diminuta de corrupção.

Publicidade
Publicidade

Corrupção traduz o ato pelo qual se burla, corrompe um sistema, de forma a obter vantagem, pagando um preço ou oferecendo um benefício. O Brasil é o 2º colocado no ranking dos países mais corruptos.

Ela está nos pequenos detalhes do cotidiano, quando paramos o carro na vaga de deficiente ou idoso sob a alegação de que são 'só 5 minutinhos'. A corrupção não está atrelada apenas à política, está também naquela pessoa que não cede o banco para uma pessoa idosa, ainda que esteja no assento reservado.

Antes de bradarmos que a corrupção é uma doença que atinge o poder público, devemos olhar para dentro de nós, ao nosso redor, ajustar os pequenos atos e depois cobrar dos demais. Se todos começarem a agir dentro da ética, moral e se manifestarem negativamente diante de uma possibilidade de obter vantagem, logo, os atos de corrupção serão cada vez mais escassos.

Publicidade

Países como China, Irã e Coreia do Norte preveem pena de morte para corruptos, enquanto no Brasil o crime de furto possui pena mais severa do que para corrupção. Já imaginou se a moda pega e passam a promover execuções para quem for condenado por corrupção? Com quase absoluta certeza mais de 90% dos cargos políticos existentes hoje ficariam vagos e outro bom tanto do poder público seria levado por tabela.

Bom, o que nos resta é tomar conta de nossos atos, vigiar o que podemos e, com fé, aguardar a descida do Brasil no ranking mundial da corrupção. Acreditar no (im) possível e manter pensamento positivo, sempre! #Opinião