Essa semana tomei conhecimento de um protesto realizado por uma artista plástica negra que, cansada das críticas feitas ao seu cabelo carapinha, fez uma obra de costura com os próprios fios de cabelo.
Como não entendi muito bem o protesto, resolvi ler os comentários e me deparei com os seguintes " Tá com o pezinho na África?", e " Negra fazendo negrice!"
Então lembrei-me de um dos assuntos mais explorados da história, refente a "negrices". Diz respeito às inúmeras cirurgias plásticas a que o cantor Michael Jackson se submeteu.
O fato foi abordado como uma excentricidade, mas na realidade, ele era uma pessoa doente. Sua obsessão por cirurgia plástica era Dismorfofobia.
A principal causa da dismorfofobia são os deboches sofridos durante a infância, aliado a uma predisposição individual. Vítima de maus tratos, insultos e comentários depreciativos durante a infância, Michael Jackson tornou-se um indivíduo infantilizado, inseguro, com problemas de aceitação de sua raça e com dismorfofobia.
Também conhecida como Transtorno Dismórfico Corporal, é a valorização extrema de alguma característica do corpo que a pessoa julga erradamente ser um defeito. E mesmo quando é submetido a uma cirurgia plástica, a pessoa continua "enxergando o defeito", nunca fica satisfeita com o resultado, igualmente ao que acontece em anoréxicos e bulímicos, que por mais que estejam caquéticos, "enxergam-se" obesos.


Falta de dinheiro para brancos e bonitos e falta de respeito para os demais


Já foram feitas pesquisas e confirmado que a classe socioeconômica exerce um papel importante sobre a relação entre discriminação e problemas de saúde. A influência da raça e da falta de "padrão de beleza" na saúde é mais ajustada conforme a condição financeira da pessoa. O fator socioeconômico é mais determinante do que o fator racial nos prejuízos à saúde dos brancos, enquanto que, em relação aos negros,"feios" e obesos, a piora na saúde se deve tanto a um quanto a outro fator.
Ou seja, quanto mais dinheiro, menos discriminação, mais aceitação X quanto mais bonito, mais aceitação. Talvez isso explique o porquê de, hoje em dia, no final de cada ano, as pessoas ansiarem mais pelo sorteio da Mega da Virada do que pela contagem regressiva.

Dismorfofobia, anorexia, bulimia e tantos outros problemas da saúde que muitas vezes terminam em SUICÍDIO, infelizmente são patologias para as quais a maior parte das pessoas não estão alertas. Patologias que vão destruindo a vida das pessoas que sofrem com elas e que estão sendo causadas pela patologia da "falta de respeito e amor ao próximo"que se espalhou pela humanidade e infelizmente tem uma resistência muito grande à qualquer tipo de tratamento.

Feio não é ser negro, ter cabelo ruim, ser gordo ou muito magro. Feio é criticar os outros, para se sentir superior. #Famosos