Sabe aquelas histórias sobre uma pessoa que estava bem colocada em sua carreira, tinha uma vida tranquila, planos traçados, tudo em ordem e, de repente, tudo sai do eixo? Pois é, eu me lembro de quando eu só ouvia - em vez de protagonizar - esse tipo de história... E de como eu ficava apavorado de pensar em algo assim acontecendo comigo. 


Não que as coisas pra mim tenham sido um jogo de cartas marcadas onde eu só fui tomar posse do que já era meu - bem longe disso, aliás - mas, dentro do chão que eu tinha, estava tudo ali, bem claro, era só manter a trajetória.

Mas acontece que a única parte da Física que eu domino razoavelmente é eletricidade, sendo assim, calcular e manter trajetórias não faz parte do meu cinto de utilidades nessa vida.

Publicidade
Publicidade

Sem contar o tempo que leva pra superar o conflito que surge quando você percebe que, apesar de ter sido criado pra ser quadrado, você está mais para uma bolha de sabão.

Quando isso tudo parece que começa a fazer sentido, é aí que o caldo entorna. Você cutucou um vespeiro, foi mexer lá dentro de você mesmo com coisas mais escondidas, como aquela foto do ano novo na praia em que você se queimou e ficou com a pele rosa choque.

E revirar esse tipo de tranqueira tem um preço, já que, normalmente, depois disso, as coisas ganham vida própria e mudam completamente de lugar e os seus ídolos caindo um a um. Um pequeno caos.

Neste ponto, há duas escolhas: buscar algo de bom no meio da bagunça ou se entregar aos livros de autoajuda, ou pior, ao Paulo Coelho, pra buscar sentido na vida.

A parte boa disso tudo é o que vem depois, quando já não tem mais nada pra expurgar da sua vida, você parte do zero, ou do menos um, só que agora vai sem medo, o que vier é lucro.

Publicidade

E é lucro mesmo, pois vem coisa boa.

Novos gostos, gente nova, coisas novas, ver graça no que você nem sabia que existia e não ligar mais pra coisas que você amava, mas esse é um preço baixo perto do universo novo que se abre.

E o principal, você aprende a levar a vida com leveza, até o pior dos problemas fica mais simples de resolver. A neura vai embora também. #Opinião