Menino de 3 anos, fugiu de casa e desapareceu por mais de três horas, na tarde de 09//12, no bairro de Canoas, em Ibirité. A irmã mais velha, de 16 anos, por distração, deixou o portão da casa aberto, e Miguel Marques saiu andando pelas ruas. Somente a cadela vira-latas, Pitucha, viu a cena e começou a acompanhar o garoto por mais de 2 km até um bairro vizinho, onde ele entrou num carro que estava aberto e foi encontrado pelo proprietário, o mecânico José Fagundes."Levei um susto ao ver uma criança desconhecida dentro do carro e uma cadela inquieta do lado de fora. Como ninguém o conhecia, e ele não sabia falar direito, deduzi que o menino só poderia ser dono dela. Resolvi segui-la de carro e deu certo. Ela foi correndo na frente, guiando o trajeto, atravessando bairros, até que sentou em frente a casa do menino", disse. Parentes já haviam percebido sua ausência e procuravam o garoto.

Outro fato interessante foi o de um cachorro abandonado ajudou a encontrar dois corpos em São Vicente, no litoral de São Paulo. Eram mãe e filho desaparecidos em 12/12 na cidade vizinha, Praia Grande. O animal, ficou cerca de quatro dias parado próximo aos corpos para despertar a curiosidade dos moradores. O marido da vítima teve prisão temporária decretada a pedido da delegada titular da Delegacia da Mulher da cidade, que estranhou o fato de o rapaz ter dormido no colchão revirado e com manchas de sangue e só ter avisado a polícia um dia depois.

Há também o Pitbull que perambulava pelas ruas e seria sacrificado, conforme lei de Minneapolis/EUA, quando Christi Smith o levou para sua casa, dando lar temporário, até encontrar quem quisesse adotá-lo. Uma semana depois, durante a noite, o cachorro pressentiu algo estranho acontecendo e começou a latir e correr entre os quartos da mãe e do menino. O cão entrou no quarto e começou a lamber e arranhar o garoto, que não acordava. O menino foi levado com urgência ao hospital, onde descobriu-se que estava com hipoglicemia severa. Apesar do resultado da diabetes, uma coisa é certa; "o menino de 4 anos teria morrido, se a mãe dele não tivesse salvado o Pitbull e lhe dado lar temporário, no qual ele se encontrava para salvar seu filho".

Os gatos também são heróis. Um gato salvou a vida de sua tutora após ela entrar em colapso e perder a consciência por 5 dias, devido a reação alérgica a morfina que estava tomando para aliviar dores nas costas. O gato atraiu a atenção dos vizinhos que a socorreram. Ele salvou o dia e foi indicado ao Prêmio Nacional da Caridade de Proteção ao Gato, em Londres.

Há também a história de um Menino da Califónia/EUA, que foi salvo por uma gata, que teve a coragem de enfrentar um cachorro duas vezes maior que ela. A criança andava de bicicleta próximo à garagem de casa, quando um cão passando pelo local correu em sua direção e mordeu uma de suas pernas. Tara, a gata, correu em direção ao cão agressor defendendo o menino. A cena foi gravada por câmeras de segurança e divulgada no YouTube por seu pai.

Essas histórias são mais uma prova de que o instinto e o carinho dos #Animais podem fazer a diferença na vida das pessoas! #Curiosidades