As crianças da atualidade estão cada vez mais "adultas". Antes a maneira delas de se assemelharem aos adultos era: os meninos calçavam o par de sapatos do pai e as meninas usavam os saltos ou se maquiavam mesmo que não soubessem... Hoje nossas crianças não querem apenas produtos de adultos, mas sim fazer o que os adultos fazem: beijar, namorar...

O fato é que criança deve ser criança. Existem vários tipos de influências sobre elas, a maior delas hoje é de que as crianças devem ser como adultas, isso é um absurdo! É evidente que a parcela maior da culpa é dos pais, só porque acham bonitinho, engraçadinho, mas parece que eles não percebem que de certa forma põem em risco o bem estar dos filhos.

Publicidade
Publicidade

Essa atitude errônea dos pais parece ser um fator inserido neles de querer passar para os filhos o que eles gostariam que acontecesse na atual vida deles, ou seja, é como se estivessem insatisfeitos com suas vidas e usam os filhos para realizarem o que eles gostariam de fazer. De modo algum posso afirmar que todos esses pais têm esse comportamento por insatisfação, mas eles deveriam pôr os pratos a limpo com seus filhos, mostrar desde cedo o que é de adulto e o que é de criança. Acredito que esse fato está diretamente relacionado com a questão de que a cada dia mais as vidas sexuais das pessoas começam mais cedo, sem que haja um preparo, um amadurecimento para isso.

Atualmente os jovens estão cada vez mais contraindo doenças sexuais, o que acontece por vários motivos: em primeiro lugar, esses jovens não se preocuparam em se proteger por pensarem que não contrairiam tais doenças, segundo pelo fato da precocidade da iniciação da vida sexual, pois por muitas vezes os pais não têm nenhum tipo de conversa a esse respeito e os jovens acabam por aprender sozinhos e colocam-se em risco.

Publicidade

Os pais devem ter diálogos com os filhos sobre a sexualidade, seus riscos, responsabilidades, mostrando as consequências. Devem conversar sobre as bebidas alcoólicas, sobre gastos, ou seja, devem ser amigos dos filhos. Não se deve ter medo de falar com os filhos sobre esses assuntos, pois o que não se aprende em casa a rua ensina, e esse tipo de aprendizagem não é dos melhores, pois quem ensinará pode ser alguém com más intenções. Portanto pais, eduquem sem receios, pois uma boa orientação poderá garantir uma vida boa e saudável para seus filhos. #Educação #Comunicação #Família