Com o intuito de desenvolver a inteligência dos alunos e assim obter um processo de ensino e aprendizagem qualitativo, as escolas trabalham com a pedagogia de projetos. Essa pedagogia não visa apenas realizar projetos com os alunos, mas desenvolver suas habilidades de inteligência.

A pedagogia de projetos é uma inovação na #Escola e auxilia a desenvolver diversos aspectos nos educandos como os sociais, cognitivos e emocionais. Permite, assim, que o aluno desenvolva suas relações interpessoais e intrapessoais.

Trata-se de uma ação de intervenção pedagógica intencional, na qual o professor direciona a responsabilidade de resolução da atividade (projeto) para o aluno.

Publicidade
Publicidade

O educando torna-se autônomo, participativo e busca soluções para o projeto que deve desenvolver.

A pedagogia de projetos desperta o interesse do discente em aprender e agrega valores significativos e contextualizados no processo de ensino aprendizagem.

O projeto deve envolver uma atividade para ser solucionada pelo aluno em forma de projeto. Deve ser significativo, despertar o interesse de aprendizagem no educando e possuir tempo para ser concretizado. Além disso, o projeto é planejado e possui metodologias diversificadas e interdisciplinares.

A pedagogia de projetos é ampla e ultrapassa os portões da escola: envolve toda a comunidade escolar, desde os funcionários e professores à alunos e família dos alunos. Com está abrangência, podemos compreender o quanto um projeto contribui para as habilidades de inteligências dos alunos.

Publicidade

Essa pedagogia desenvolve o aluno de forma integral, partindo dos conhecimentos prévios e assim gerando novas aprendizagens.

O educador deve orientar o aluno, explicando a importância, o objetivo, o conteúdo e os recursos a serem utilizados, enfim toda a estrutura e finalidade do projeto. Com isso, o educando se conscientizará  e obterá empenho no desenvolvimento do projeto.

Os alunos são os autores principais e o professor acompanha, orienta e intervém se for necessário. Portanto, a autonomia dos educandos os possibilita elaborar sua pesquisa e comprovar os fatos através de fontes de informação. Além disso, eles são responsáveis pela sua própria aprendizagem e autoavaliação. Essa aprendizagem não é desenvolvida apenas dentro da escola, pois o projeto exige empenho e envolve toda a comunidade escolar.

Podemos concluir que para gerar crescimentos na #Educação é preciso haver a construção de projetos contextualizados na vida do aluno!