O jovem estudante Francisco Fernando Cruz, de apenas 23 anos, foi preso por mentir sobre a existência de uma "bomba" em um avião nos Estado Unidos. Depois de cumprir pena de 1 ano nas prisões dos EUA, o brasileiro foi deportado para o Brasil e impedido de retornar aos Estados Unidos. Ao chegar, Francisco Fernando Cruz deu uma breve entrevista dizendo que está muito arrependido do que fez. Entenda tudo o que aconteceu a seguir:

Por que Francisco foi preso? 

Francisco Fernando Cruz era um dos passageiros de um avião da TAM que iria sair dos EUA para retornar ao Brasil. Contudo, Francisco perdeu o horário não podendo embarcar. Por isso, ele teve a infeliz ideia de mentir para a polícia dos Estados Unidos e para a TAM dizendo que o avião não poderia decolar porque havia um artigo explosivo a bordo da aeronave.

Para isso, ele utilizou um computador de uma universidade e mandou um e-mail para a polícia de Miami e para a companhia aérea avisando do perigo "existente". Esse aviso fez com que a polícia americana e a TAM fizessem uma rigorosa inspeção em toda a aeronave para ter certeza que o alerta era falso e nada de perigoso havia no avião. Após a vistoria completa, o voo foi liberado para fazer a viagem normalmente.

No final, o brasileiro foi preso ao tentar embarcar em outro voo para o Brasil. A polícia conseguiu rastrear a mensagem e identificá-lo. No depoimento, Francisco assumiu ter enviado as mensagens. Por este crime, ele foi condenado a 1 ano de prisão, conforme a lei antiterror dos EUA.

Brasileiro deportado

Após cumprir a pena de 1 ano nos EUA, Francisco Fernando Cruz retornou ao Brasil. Ele veio para o país algemado e com tornozeleiras, além de ser escoltado por agentes da imigração dos EUA até o aeroporto do Galeão. Ao chegar em solo brasileiro, Francisco foi entregue para as autoridades da Polícia Federal do Brasil. Após chegar ao Rio de Janeiro, ele viajou para Campinas, onde pegou um ônibus para Sorocaba, cidade do interior de São Paulo, local onde a família reside

Em uma breve entrevista, Francisco disse estar arrependido do que fez e que aprendeu 2 lições: não brincar com algo tão sério e não confiar totalmente nos 'amigos'. Segundo ele, os 'amigos' o incentivaram a dar esse falso aviso de bomba, mas quando foi preso, nenhum deles o ajudou. 

Francisco Fernando Cruz voltou para o Brasil como um deportado, ele não poderá entrar nos Estados Unidos por 10 anos. Além disso, devido ao tempo em que ficou preso, ele perdeu o emprego e 2 semestres do curso de publicidade que fazia em uma faculdade nos EUA. #Justiça