Não adianta tentar impedir, seja qual for a idade do seu filho, ele terá acesso à internet. Embora haja muita informação boa e instrutiva, há também riscos. É por isso, que os pais precisam estar atentos e instruí-los. Descubra dicas fundamentais para evitar a exposição inadequada de seu filho na internet.

1. Realizar prevenção: solicitar que seu filho diminua a quantidade de horas diárias no acesso a internet, após ele já estar acostumado a acessar quase que 24 horas por dia, será um pouco mais difícil, do que se você fizer isso desde cedo. Quanto mais cedo orientar o seu filho quanto aos perigos da internet será melhor.

Publicidade
Publicidade

A exposição excessiva ao computador, além prejudicar a visão e causar sedentarismo, prejudica o desenvolvimento psicológico da criança, adolescente ou jovem. Por isso, com calma alerte o seu filho sobre a exposição inadequada e ofereça outras atividades que sejam interessantes para ele. Uma dica é dar atividades que sejam interessante não só para o pai, mas principalmente para o filho. Por exemplo, se seu filho não desgruda do computador, mas gosta de futebol, então ofereça algo relacionado ao futebol. Mas evite videogames, pois eles também podem acostumar seu filho a usa-los de forma tão frequente quanto o computador.

2. Estabelecer regras de uso: limite o uso, estabeleça regras, escolha dias e horários e depois convide o seu filho a se retirar da frente do computador e realizar outras atividades.

Publicidade

3. Conheça os sites que seu filho utiliza: aproxime-se de seu filho e conheça os sites que ele usa. Quando perceber que seu filho entrou em um site inapropriado para a faixa etária dele, então pacientemente, converse com ele e o convide a entrar em outro. Dê sugestões de sites interessantes e educativos. Caso ele goste muito de jogos online, você pode o orientar a jogar os mais educativos e com menos violência.

4. Mostrar as consequências do mau uso: sabemos que há inúmeros casos de crianças, jovens e adultos que são vítimas de crimes cometidos pela internet, por isso é essencial informar sobre experiências reais de criminalidade online, para que seu filho compreenda que seus atos na internet se mal utilizados poderão sofrer consequências.

5. Interagir junto com seu filho: convide seu filho a usar a internet junto com você, enquanto você usa e ele ti ajuda, isso irá contribuir para que ele possa se interessar por outros tipos de sites mais educativos.

6. Redes sociais: oriente sobre o perigo das redes sociais caso seja utilizada de forma inadequada. Informe para ele não distribuir senhas, dados pessoais como documentos e nem fotos inapropriadas para a faixa etária dele. #Educação #Opinião