Muito antes de ser atingido no abdômen por um tiro, há menos de dois anos, eu já tinha opinião formada e contrária à posse de armas. Quem contesta posturas como a minha, em geral, alicerça sua tese na tal da legítima defesa, o que pra mim não se sustenta.

Usar arma de fogo para se defender funciona no cinema. Explico: Se existisse, se é que não existe, o que se diria de "O manual do bom assaltante" logo nas primeiras páginas? Fator surpresa! O criminoso, obviamente, deve escolher o momento mais adequado para agir. A vítima será abordada quando estiver vendo televisão, jantando, dirigindo, e, portanto, não estará com uma arma à mão, pronta para ser disparada.

Publicidade
Publicidade

Mesmo sendo um bom atirador - o que geralmente não se é -, diante de uma arma apontada, o cidadão comum, provavelmente nervoso, não terá alternativa além da rendição. Uma arma dispara em fração de segundos, sem tempo para que outra seja usada de forma defensiva, mesmo que esteja ao alcance das mãos.

Tê-las em casa é como atirar no pé: Os pais as guardam pensando em se defender, mas os próprios filhos acabam por encontrá-las e por provocar trágicos acidentes. Armas de fogo são tão letais que matam mesmo sem a intenção. Foram criadas com esse propósito. Aliás, único propósito: Matar.

Vou além e pergunto: Estando armado, diante de um assaltante na mesma condição, você estaria preparado para matar? Para disparar sem pestanejar? Sem refletir? Isso traria quais consequências à sua vida e a de seus familiares?

Além disso, a possibilidade de a maioria das pessoas fazer uso de uma arma por motivo torpe é muito alto.

Publicidade

Não vale o risco. Imagine uma briga de trânsito, com discussão, nervos exaltados e xingamentos. Qual é a probabilidade de alguém fazer uso deste equipamento?

Eu levei um tiro por um motivo que desconheço. Também não sei a identidade do atirador, que pode ser um bandido ou apenas mais um qualquer que queria apenas "se defender". Poderia ter acertado mais pessoas, poderia ter me matado. Enfim, o fato é que as armas deveriam estar apenas nas mãos dos policiais e esses sim deveriam fazer com que a população se sentisse segura de verdade e não necessitasse buscar essa falsa sensação em uma arma guardada no armário de casa ou no porta-luvas do carro. #Crime