Uma condição natural. O girassol desenvolve um movimento denominado heliotropismo. Nasce voltado para o leste e, ao longo do dia, segue o sol estimulado pela luz solar. Um ser humano nasce e inicia um processo de interação com o mundo social no qual ele vive adquirindo a cultura e o saber seguindo do amanhecer ao anoitecer, uma trajetória de aumento de sabedoria estimulado pela luz do conhecimento criado pelo ser humano. Se o sol distribui a sua luz para todos, o mesmo não acontece com o conhecimento, pelo menos por enquanto. Mas no horizonte surge a #Educação aberta, a esperança que isto possa vir a acontecer.

A metáfora pode se tornar realidade

Especialistas à esquerda (contrários) e à direita (favoráveis), compõem as forças de ataque e as linhas de defesa do tema.

Publicidade
Publicidade

Mas nenhuma delas nega que o apelo e atração por sua utilização é forte. Ela traz consigo a força de outro tema a oferta de REA - Recursos Educacionais Abertos, para toda uma comunidade acadêmica. Há uma possibilidade que o capital não conseguiu ocultar: a promessa em democratizar o acesso aos processos de educação. Muitas tentativas não conseguiram cumprir este desiderato. A soma destes apelos pode vir a tornar a educação aberta uma realidade que já está sendo abraçada por instituições de ensino de peso (Harvard, USP e outras) via os MOOCS - Massive Open Online Courses).

O que é a educação aberta?

Aqui a coisa se torna um pouco mais complexa. Sua definição pode se tornar um conceito diferente quando for aplicada a um determinado contexto. Aquele que colocamos em destaque se relaciona com a educação superior.

Publicidade

Mas ele pode ser visto por diferentes ângulos, alguns que necessitam quem sabe uma maior atenção, como a educação técnica, em um país onde a mão de obra especializada perde para a promessa de formação de um batalhão de bacharéis, cuja vocação seria desenvolver sua aplicação em um campo diferente.

O que caracteriza a educação aberta?

Neste contexto, o ambiente acadêmico contemporâneo, as maiores atrações estão relacionadas a alguns aspectos que agradam aos estudantes:

  • Liberdade de decidir onde estudar;
  • Possibilidade de estudo de pequenos módulos (objetos de aprendizagem), orientando a educação do mais simples ao mais complexo;
  • Apoiar na sua capacidade de aprendizagem independente o sucesso da iniciativa;
  • Isenção de taxas (opção crescente) com toda uma série de patrocinadores com vontade de efetivar a autoridade e responsabilidade social e aumentar o reconhecimento de sua "marca";
  • Ausência dos "funis de seleção" - Leia-se vestibulares;
  • Não necessidade de qualificações anteriores;
  • Acessibilidade (leia-se acesso a pessoas com necessidades especiais);
  • Disponibilidade de recursos educacionais abertos.

O fato de tudo isto estar centrado no aluno, faz com que muitas pessoas procurem esta modalidade.

Publicidade

Ela ainda tem como características a utilização livre de materiais didáticos; tratamento de assuntos de interesse do aluno; inclusão da afetividade; avaliação diagnóstica e um processo de avaliação medido na evolução do aluno; acompanhamento do professor como orientador.

Tome uma decisão

Cabe a pergunta: O que você está esperando para aderir a esta "onda"? Deixe que do alto de nossa experiência respondamos para você: compreensão que a responsabilidade por você aprender, se desloca do professor, colocado como um orientador para você mesmo, que define o que e como estudar. Não perca tempo e aceite a educação aberta, mas tenha esta última recomendação em mente. #Opinião