No artigo anterior, vimos que o #Curso de Engenharia Ambiental é muito novo no Brasil e por isso muitas pessoas têm algumas dúvidas sobre o que um engenheiro ambiental estuda na faculdade (a grade curricular do curso varia de acordo com a região de cada faculdade) e no que esse profissional pode trabalhar. Nesse artigo serão apresentados alguns exemplos.

 

O que é estudado durante a faculdade

 

A grade é multidisciplinar com matérias nas áreas de química, física, biologia, além dos cálculos básicos que são estudados em qualquer engenharia durante os primeiros semestres do curso. A partir do terceiro ano, o aluno já começa a se aprofundar em matérias mais específicas da engenharia ambiental, como hidrologia e hidráulica, legislação ambiental, tratamento de efluentes, perícia ambiental, tratamento de resíduos sólidos, entre tantas outras disciplinas.

Publicidade
Publicidade

O principal conceito da Engenharia Ambiental é o desenvolvimento sustentável, capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. E a duração do curso são de 5 anos.

Muitos estudantes optam pela Engenharia Ambiental achando que será uma engenharia fácil, mas assim como as outras engenharias, o curso possui muitas matérias de cálculos, fazendo com que muitos estudantes se decepcionem com o curso e acabam desistindo.

 

Onde o engenheiro ambiental pode atuar

 

O profissional de Engenharia Ambiental tem um amplo campo de atuação, já que a grade curricular do curso mistura ciências exatas e ciências biológicas. Assim, os engenheiros ambientais podem desenvolver suas atividades nos setores industriais, consultorias ambientais, ONG's, instituições públicas e privadas, atuando nas áreas de saneamento ambiental, fazendo projetos e operando sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto, além de avaliar sistemas de drenagem para evitar enchentes.

Publicidade

Na área de recursos hídricos, o profissional pode controlar a qualidade da água e elaborar medidas de controle para racionalizar a exploração de reservatórios; na área industrial, o engenheiro ambiental pode criar sistemas de prevenção e controle de poluição, além de elaborar as licenças ambientais (Licença Prévia, Licença de Instalação e Licença de Operação), entre tantas outras áreas. Para os profissionais que gostam da área acadêmica, também é possível lecionar para alunos do ensino médio nas matérias de química, física, biologia e matemática e alunos de ensino técnico.

Acompanhe o último artigo da série o curso de Engenharia Ambiental, que será publicado em breve. #Educação #Natureza