De 2012 à 2014, o número de localizados cresceu 46%. No mesmo período, o número de desaparecidos caiu 12,4%. O chefe da Delegacia Especializada de Pessoas Desaparecidas, o delegado Dagoberto Batista, explica que uma assessoria criada pela Policia Civil a cerca de 2 anos, já conta com 2.000 parceiros para divulgação de fotos de pessoas com paradeiro desconhecido. "Isso ajuda muito na localização, principalmente de pessoas que possuem algum tipo de distúrbio mental", afirma o delegado.

No entanto, o número de pessoas localizadas pode chegar à 90%, superando as estimativas. Segundo Batista, isso ocorre quando familiares registram a queixa de desaparecimento e quando a pessoa reaparece eles não notificam à policia.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o delegado, os números só não atingem 100% devido à algumas pessoas desaparecerem por vontade própria, sendo encontradas apenas se cometerem algum crime. A falta de colaboração de alguns parentes também dificultam a localização, pois, os mesmos muitas vezes sonegam informações sobre a pessoa que desapareceu.

É importante notificar o desaparecimento as autoridades nas primeiras horas, assim, as chances de localização do indivíduo são bem maiores. A partir da queixa, a policia inicia a procura. Através das informações passadas pelos familiares a possibilidade de localizar o desaparecido se torna maior.

Como proceder em caso de desaparecimento? Primeiramente, notifique as autoridades competentes imediatamente após notar que o indivíduo em questão desapareceu. Este é o primeiro e mais importante passo.

Publicidade

Os parentes podem registrar a queixa por meio da internet no site delegacia virtual ou pessoalmente em um posto da policia civil, que também disponibiliza o telefone 0800-2828-197 para fornecer orientação aos familiares.

Uma grande arma para ajudar na localização de desaparecidos são os meios de comunicação, como as redes sociais. A divulgação por parte dos órgãos associados também é uma grande arma utilizada na corrida para localizar os desaparecidos. Fotos de pessoas desaparecidas são publicadas em jornais, revistas, contas de água, luz, telefone e IPTU. Em casos assim, as pessoas podem acessar também o site da ONG Gente Buscando Gente, uma importante aliada na busca por desaparecidos.

É importante manter a calma e acionar os órgãos competentes, para que assim as pessoas desaparecidas sejam localizadas o mais breve possível.