O ano começou a todo vapor. O primeiro quadrimestre se aproxima do seu final com uma velocidade espantosa. Parece que ele quer acelerar para gastar tudo o que as tecnologias conseguiram, em termos de prolongar a vida humana. Mais anos de vida, maior velocidade no transcorrer do tempo. Se você é um amante do Fitness e gosta de trocar figurinhas com os seus colegas sobre gramas perdidas, a tecnologia vai lhe ajudar.

Foram lançados o que a turma está chamando de rastreadores de fitness. A variedade é grande, você pode gastar uma nota pequena (100 reais) ou pode juntar algumas notas (2 mil reais ou mais) para ter o aparelho que considerar que mais necessita.

Publicidade
Publicidade

A cada real colocado em cima, mais tecnologia. Alguns são específicos outros acompanham os relógios inteligentes lançados recentemente.

Um protetor solar baseado em tecnologia? Isto mesmo, foi lançado o nanotech, protetor solar que promete que com a utilização do dióxido de titânio ou óxido de zinco que levam a proteção até 50 FPS. Para que seus eletrônicos nunca mais queimem quando na beira da piscina, surgem os superimpermeabilizantes, pequenas bolsas onde se encaixa o smartphone. Você pode até atender as ligações, desde que não vá a mais de quatro metros de profundidade.

Os celulares estão em destaque junto com todos os outros móveis. Uma nova bateria surge no mercado e ela estende drasticamente o tempo de duração (EasyACC) de carga, o que permite que você esqueça de carregar, mas quando chegar perto ele avisa.

Publicidade

Está gastando muita luz e a conta está com bandeira vermelha? Não se preocupe, os novos painéis solares baratearam e agora você já pode ter o teto de sua casa ostentando aqueles painéis que fazem com que sua casa pareça a habitação de algum ET.

A mobilidade chegou, ficou e traz novidades. Agora existem os pontos de captação da rede móveis e que funcionam como se fossem WI-FI, em qualquer lugar onde haja o acesso a algum satélite. Se as coisas continuarem neste ritmo, ao final do ano algumas destas tecnologias já estarão obsoletas. Quem for fazer uma resenha terá que trabalhar dobrado. Que cheguem as tecnologias, desde que haja dinheiro para comprar todas, ou pelo menos as mais interessantes, que sejam bem-vindas. #Opinião