A demanda por profissionais qualificados é um dos grandes desafios do Brasil no século XXI. O país tem precisado recorrer à mão de obra estrangeira para a ocupação de algumas posições estratégicas, o que apenas sinaliza a carência de políticas de capacitação profissional, um absurdo para uma nação que pretende mostrar-se competitiva no cenário econômico mundial.

Diante do turbulento cenário, recentemente algumas iniciativas governamentais têm contribuído para tornar a situação menos drástica, apostando, principalmente, na oferta de cursos relacionados às áreas técnicas, onde a empregabilidade reconhecidamente se dá de maneira mais célere. Exemplos são o programa 'Via Rápida Emprego', do governo do Estado de São Paulo, e o 'Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego' (PRONATEC), vinculado ao governo federal.

Em nível municipal, em São Paulo, destacam-se também algumas parcerias firmadas pela Prefeitura Municipal com algumas instituições sociais sem-fins lucrativos. Trata-se de cursos desenvolvidos em diversas áreas do conhecimento, com o objetivo de permitir que seus beneficiários, após a capacitação, alcancem melhores condições de ingresso no mercado de #Trabalho.

É interessante lembrar ainda que, ao buscar uma melhor capacitação, os alunos, especialmente os mais jovens, não só adquirem as competências técnicas associadas à uma área específica de formação, mas também são orientados sobre as posturas comportamentais exigidas pelas organizações. Decisão importante, pois sabe-se, hoje, de acordo com estudos desenvolvidos por consultorias na área de Recursos Humanos, que as empresas contratam, muitas vezes, pelo currículo, mas as demissões, em geral, envolvem atitudes pouco adequadas para quem quer se destacar nos ambientes corporativos.

Se você deseja uma boa colocação profissional, mas entende que a falta de qualificação tem sido um empecilho, a boa notícia é que sempre são abertas novas inscrições. Basta dar uma procurada na internet e se manter atento às oportunidades.

Ou seja, não há motivos para espera. É tempo de capacitação. #Educação