O MTST se classifica como um movimento totalmente apartidário. Eles não possuem nenhum tipo de acordo com nenhum órgão do Governo. As lutas do movimento são totalmente autônomas. Em períodos eleitorais, alguns candidatos procuram militantes do movimento para que consigam conquistar votos, mas como o movimento não se envolve com política, essa busca por ajuda acaba sendo em vão.

Os Limites do Movimento

O MTST é um movimento pacifico, porém, a visão deles é que não existe paz sem luta, pois, toda passividade tem seu limite. O movimento sabe dos seus direitos. Em momento algum nenhum ocupante do movimento cometeu algum crime, por mais que se digam que as terras que foram ocupadas possuíam dono, essas áreas estavam desocupas, apenas serviam para especulações. Na visão deles, o verdadeiro criminoso foi quem "grilo" essas terras no passado. É o não proprietário que se diz proprietário.  movimento ocupa as terras para ter o direito à moradia e o da dignidade de todos os brasileiros.

Visão do Morador

"Os governantes nunca olham para a classe trabalhadora, pela nossa saúde, pelo nosso transporte público, pela nossa educação, pela urbanização, se eles realmente reparassem nas pessoas, o Brasil não estaria na situação que está hoje. O capitalismo do governo, eu enxergo com uma escravidão do trabalhador, mas de um modo diferente como foi antigamente, hoje eles pagam um salário mínimo de R$ 724,00, para um trabalhador pagar todas as suas contas e viver com o que sobrar. Os políticos não enxergam a sociedade, apenas a si próprio, apenas o que é bom para o bolso deles", afirma o morador.

"A solução que eu vejo está dentro do movimento MTST, pois, nós vamos à luta até fazer a reforma agrária e urbana, enquanto eu tiver vivo estou nessa luta. Minha visão como morador é que aqui na Nova Palestina, montamos uma nova família, acho isso espetacular por todas as amizades que conquistei aqui, antigamente desconhecia o movimento, mas hoje como vivo nele, tenho uma visão maior pelo o que estamos lutando", conclui.