A doutrina espírita foi decodificada na França por Allan Kardec, mas foi no Brasil que a ideia se difundiu e ganhou reconhecimento mundial. Médiuns brasileiros, como: Chico Xavier e Divaldo Pereira Franco, ajudam na divulgação da proposta, que cresce no país, principalmente agora, com filmes, livros e novelas, que trazem o espiritismo como pano de fundo.

Para falar sobre essa fase em que a doutrina filosófica ganha adeptos e desconstrói mitos, nossa equipe conversou com o ex-presidente da Federação Espírita Catarinense, FEC, Gerson Luiz Tavares. Gerson explica que, quando as formulações tradicionais não atendem as agudas necessidades humanas, e depois da exaustão das experiências sensoriais, o Espiritismo encontra-se pacientemente aguardando por todos que estão sedentos de paz.

Publicidade
Publicidade

"Vivemos esses dias".

O espiritismo tem ganhado novos adeptos no Brasil, o senhor acredita que as pessoas estão mais esclarecidas quanto à doutrina?

Atuando na divulgação Espírita constato esse aumento de interessados. Tenho observado que existe, atualmente, expressivo número de pessoas que buscam o conhecimento Espírita, impulsionadas pelo desejo de conhecer o que diz o Espiritismo sobre as questões que desafiam a inteligência humana; também constato que vêm ao nosso encontro pessoas marcadas pelo sofrimento. Com maior divulgação praticada na atualidade, a visão Espírita sobre os temas que interessam a contemporaneidade diminuiu o preconceito e as confusões que a ignorância sempre inventou a respeito dos temas relacionados à espiritualidade.

Contudo, o Movimento Espírita ainda tem um longo caminho a percorrer, há muito que fazer em benefício da sociedade aturdida pelos acontecimentos impactantes.

Publicidade

Embora as amplas conquistas da ciência e os prodígios da tecnologia, a sociedade vive as consequência dos desatinos próprios do materialismo, hedonismo e egoísmo.

O senhor acredita que Chico Xavier foi a reencarnação de Allan Kardec? A Federação Espírita Brasileira tem uma posição formada quanto a isso?

Não acredito! Desconheço posição formal da FEB a respeito.

Hoje Divaldo Franco é um dos maiores médiuns em atividade do Brasil, ele já possui um sucessor a 'altura'?

Os Espíritos nobres afirmam que não há estratégia de substituição. Contudo, há providenciadas reencarnações de Espíritos comprometidos com a verdade e o bem. Atuarão na seara Espírita e contribuirão com a expansão da mensagem libertadora.

Qual a posição da doutrina quanto a pena de morte? Tal atitude resolveria os problemas do Brasil?

Em 'O Livro Dos Espíritos', da pergunta de nº 760 a 765, Allan Kardec desenvolve estudo sobre a pena de morte, por meio dos quais os Espíritos superiores deixam claro que a pena capital é contrária à Lei de Deus.

Publicidade

De modo algum podemos considerar a Pena de Morte como solução para a onda de criminalidade no Brasil. Somente a transformação moral produz soluções, pela superação das imperfeições, pelo modelo social e práticas econômicas que se renovam com a fraternidade e solidariedade, sob influência do Evangelho de Jesus, como código moral de vida individual e coletiva. #Religião #entrevista