Numa sociedade, que a cada dia parece mais fria e indiferente ao que acontece ao seu lado, ver gestos de caridade, cuidado e carinho com o próximo parece ser algo que está ficando apenas no imaginário e nos livros de ficção. Uma organização sem fins lucrativos chamada de "Because International" procura amenizar as injustiças de pessoas extremamente pobres, ouvindo suas necessidades mais urgentes e tendo ideias para poder criar algo que possa ajudá-los a melhorar o seu dia a dia, de maneira sustentável e eficiente.

Crianças todos os dias, em diversas partes do mundo, passam frio, fome e sequer tem o que vestir, quanto mais o que calçar, entretanto, a Because International, através do seu diretor executivo e fundado Kenton Lee, pensou numa forma de criar sapatos ajustáveis, após o mesmo observar uma menina indo à igreja com sapatos muito menores que seus pés.

Publicidade
Publicidade

Todo o trabalho de criação e desenvolvimento do sapato, que se expande e se ajusta, se deu na empresa Proof of concept Noroeste. O sapato é produzido em dois tamanhos, pequeno e grande, e pode aumentar em até cinco números, com vida útil estimada de cinco anos.

A organização sem fins lucrativos estima que mais de 300 milhões de crianças em todo o mundo não possuam qualquer tipo de calçado, algumas até recebem doações de sapatos e roupas, mas que se perdem rapidamente pelo fato de que crianças tem um desenvolvimento acelerado, mesmo quando as condições do ambiente não são favoráveis.

O par de sapatos tem preços que variam de U$12 a U$30 e podem ser adquiridos, o par ou um pacote cheio deles, para enviar a países onde há grande necessidade. As doações podem ser feitas através do site da "Because International".

Publicidade

Iniciativas como esta, não apenas de levar um bem para as pessoas, mas, de alguma forma, fazer com que isto dure mais tempo, são evidências de que que a organização, e as pessoas por trás dela, não querem apenas satisfazer uma necessidade momentânea, mas também, pensam a médio e longo prazo em como ajudar as pessoas mais carentes.

Atitudes como esta dão um fio de esperança a humanidade e inspiram outras pessoas fazerem o mesmo. Pequenos atos fazem grande diferença para a pessoa que recebeu o benefício. Ajudar aos demais não é pensar o quão grande é o ato ou a extensão que este alcançará, mas o quanto aquilo é importante para quem recebe o ato de caridade. Fazer pouco é melhor do que não fazer nada. #Opinião #Curiosidades