A humanidade tem histórias deixadas como manuais de instruções por todas as partes do mundo, de maneiras diferentes e embaralhadas, exatamente como jogo de cartas. É possível emaranhar e descobrir qual a vocação e interesse de cada um, nesse universo das palavras. Teoria e prática foram criadas por homens, que são peculiares, diferentes uns dos outros.

Teoria que, a princípio, seria base para o aperfeiçoamento, nas mentes maliciosas acabaram por servirem de truque, ou golpe, pelos canalhas mais experientes. Ou seja, teorias aparentemente legais estão sempre por aí. O complicado é acreditar até o final, isso porque, grande é o risco da teoria acabar na prática, se tornando um verdadeiro problema.

Para se combater a ignorância e afastar a dúvida cotidiana, existe a #Literatura.

Publicidade
Publicidade

Nas escolas e em faculdades, de todo o mundo, são dadas aulas de hábitos modernos, com conteúdos alienados por teorias muitas vezes vãs. Pouco de bom ou espirituoso é acrescentado a personalidade e caráter do aluno nesses ambientes acadêmicos, que já são apresentados para o homem, desde a primeira infância, como recintos exemplares para o aprendizado.

É importante não generalizar, por isso, este artigo não se trata de uma crítica a favor do fim da escola ou da faculdade. Mesmo que não seja o melhor ambiente para evoluir, ao menos, nestes espaços de ensino, se aprende os padrões básicos. No entanto, é preciso ter cuidado com as teorias distorcidas que ainda existem por lá. No entanto, com uma pitada de sabedoria e inteligência, é possível tirar algo positivo, afinal, é preciso sobreviver na "selva de concreto".

Publicidade



Nadar contra a maré é impossível, entretanto, se encaixar suavemente nessa sociedade rica em percalços e teorias, com sabedoria, é plenamente possível. Um caminho ideal para isso é conhecer, e ler, ao menos, os clássicos da literatura, de grandes autores, como: Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Érico Veríssimo, José de Alencar, Carlos Drummond de Andrade e João Cabral de Melo Neto, dentre outros. #Educação #Opinião