Matar a fome do povo, uma necessidade que levou a egípcios, em uma época remota, criar a primeira versão do que chamamos do Imposto de Renda. Mas o que tinha nesta versão? Simples, um quinto dos grãos produzidos eram guardados e, em época de estiagem, parte era redistribuída entre as vilas e cidades que foram atingidas por calamidades ou caíram em produção.

O Egito era um dos poucos lugares da Terra onde o outro era muito adorado, por ser relacionado com o Sol e usado como "moeda" de troca. Foi uma civilização que redistribuiu renda entre seus habitantes, sem que estes tivessem sua própria renda, mesmo que de forma primitiva.

Publicidade
Publicidade

Seria tirar o direito do capitalista de crescer como "Deus" do dinheiro? Esta pergunta apavora quem é humano. Um Contrato de Compromisso, quem for receber ajuda para sair da pobreza, para sair da miséria, precisa se comprometer de forma a não gastar isto com festas, com futilidades, se quer realmente sair, e galgar o mundo. Grandes Fortunas terão de repartir parte do ganho e, assim, haver o compromisso dos pobres, assim como dos ricos. Compromisso, uma palavra que faz as pessoas torcerem a cara, porque ninguém quer ser obrigado a nada e ninguém o é, a não ser que queira algo, aí, é preciso lutar e se comprometer.

Isto serve para quem receber ajuda para se alimentar, assim como quem receber ajuda para estudo. Os que são mais ricos e empregarem mais, poderão ter descontos de taxas como incentivo, os que demitirem poderão ter as tarifas aumentadas.

Publicidade

Isto é um incentivo para o trabalho de produção, ou seja, não é Socialismo, mas sim, uma reformulação do Capitalismo.

Observem que a pirâmide produtora de capital é mantida, desde que o sistema trabalhe como um todo, desde a base da pirâmide com os necessitados, até a elite no topo da pirâmide, garantindo a Estabilidade do Sistema, ao mesmo tempo que o torna mais humano.

A pirâmide produtora de capital, neste caso, é apenas uma forma de modelo capitalista, que, apesar de mesmo nome, difere da pirâmide que é um golpe, em que algumas pessoas dão dinheiro na esperança de ganhar mais dinheiro e acaba ficando sem ninguém para manter a base da mesma. A primeira é em que é baseado a sociedade de produção e consumo, a segunda é aquilo que é ilegal.