Nascido no Estado de Santa Catarina, o militar Gustavo de Lacerda trabalhou em gráfica, tempos depois, se tornou num conceituado repórter. Por convicção, abraçou a doutrina do socialismo e por devoção, o sistema republicano. Logo no início da profissão, observou que a classe dos jornalistas era desunida e desorganizada. Foi um homem entregue de corpo e alma ao jornalismo, profissão que exerceu como um sacerdócio, embora explorado torpemente.

Neste mês de aniversário da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), deve-se prestar homenagem ao repórter Gustavo de Lacerda, idealizador de um sonho da época 'início do século XX'.

Publicidade
Publicidade

Era o começo de 1908, quando ele reuniu um pequeno grupo de jornalistas formado por: Dunsheede de Abranches, Raul Pederneiras, João Mello, Herbet Moses, Prudente de Morais Neto e Danton Jobim. A ideia central era se defender das injustiças, incompreensões, dos assaltos a bancas de jornais, protestar contra prisões, muitas vezes ilegais, espancamentos, lutar contra o abuso, a prepotência, a censura e o obscurantismo, através de uma associação da classe dos profissionais do jornalismo daquela época.

Finalmente, em 07 de Abril de 1908, num acanhado espaço sob a escada do prédio do jornal 'O País", nasceu o grêmio que, tempo depois, se transformou na poderosa Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Transformava assim em realidade o sonho iniciado por um repórter modesto e socialista, que teve a ideia concretizada numa época conturbada e de pouca tecnologia.

Publicidade

A luta desse sonhador fora incessante para transformar o panorama fugaz e social das redações dos jornais daquela época.

A Imprensa Brasileira de hoje deve muito a esse homem, que gostava de ser chamado de 'o repórter'. Gustavo de Lacerda morreu um ano depois de criada a ABI. Esquecido, foi enterrado como indigente. Sua bandeira era sempre desfraldada em prol dos proletários intelectuais, como era conhecida a classe dos jornalistas, no princípio do século XX.

Fica a homenagem a um dos pilares da poderosa ABI, o repórter Gustavo de Lacerda. #Comunicação #Curiosidades