Diversas varas criminais em vários estados americanos começam a diminuir o tempo dado aos advogados para dar as devidas providências necessárias ao andamento mais rápido dos processos. Estas providências, além de acelerar o desfecho dos processos, também tem como objetivo encontrar um modo barato de fornecer aos usuários, os serviços jurídicos que eles necessitam, e que muitos não têm condições de pagar. O projeto justificado como 'obtenção de melhor #Justiça para todos' teve divulgação nesta quarta-feira, 8.

O programa está inserido na metodologia DIY - Do it yourself (faça por você mesmo). Os novos programas instam o litigante a responder a toda uma série de perguntas e que permitiram que fosse produzida uma petição dirigida aos juízes.

Publicidade
Publicidade

Em um dos casos em que se cuidava da pensão alimentícia para as crianças, o programa imprimiu pronta, antes de 15 minutos, um pedido legalmente aceitável, com solicitação da redução dos valores pagos. Não houve gastos com advogados.

Programas de computadores desenvolvidos com esta perspectiva desempenham um novo papel que facilita o desenvolvimento da assistência social do sistema de justiça americano e que pode ser exportado para qualquer país. Sem consultar ninguém, ter orçamentos caros impostos e um domínio da situação que coloca o cliente totalmente na mão dos advogados o cliente do exemplo conseguiu realizar seu propósito.

Aos poucos a situação descrita neste exemplo se expande para praticamente todos os campos, primeiramente na produção de documentos e petições, que podem salvar milhares de horas de visita e permanência nos diversos fóruns espalhados pelo país.

Publicidade

A possibilidade que tem estes sistemas de rodarem em smartphones, vem a facilitar ainda mais. Sequer aos computadores colocados nos fóruns, estas petições podem ser enviadas sem que seja necessário sair de casa.

O processo denominado "instrução legal assistida por computador", diminui despesas, tempo de desenvolvimento de petições, tempo de oferta de respostas. A divulgação de iniciativas similares pode sensibilizar a classe política e a própria classe do poder judiciário, para que aplicações venham a proporcionar facilidade similar ao sistema judiciário brasileiro.