É preciso usar as redes sociais com bom senso. Ou seja, evitar atos que façam com que as redes sociais se tornem um vilão na vida das pessoas. Você é daqueles que compartilha tudo o que acontece em sua vida? Caso sua resposta seja 'sim', imagine uma história fictícia:

Um cara chamado Zé adiciona como contato do facebook todas as pessoas com quem ele troca mensagens nos grupos que participa. Eles e os filhos passaram o Natal na casa de sua mãe, que carinhosamente é tratada pelas crianças como Vó Fina (de Josefina). Zé tira foto de todo mundo a cada 10 minutos. Ele é viciado em postar seus momentos no facebook. Em dado momento, Vó Fina discretamente monta seu prato e vai comer num cantinho da casa. Ela não gosta de conversar durante a refeição. Entretanto, Zé tira uma foto de sua mãe e coloca no 'face' com a legenda "Flagrando Mamãe comendo escondida". Neste momento, todos os 992 contatos de Zé tem acesso àquela imagem.

Sem restrição

Zé resolve manter seu álbum de fotos público, sem qualquer restrição de acesso. Assim, todas as pessoas do planeta que possuem conta no facebook poderão ver a imagem de Vó Fina. O que Zé não sabe, é que uma equipe de marketing de uma empresa que fabrica dentaduras no Iêmen está procurando uma foto na internet para compor a nova campanha de seu principal produto. O estagiário da equipe encontra a foto de Vó Fina no álbum do brasileiro Zé e mostra para os colegas. Pronto, agora Vó Fina se torna garota propaganda de uma campanha de dentaduras, com sua foto exposta em outdoors no clima árido de Saná, capital do Iémen.

Pode ser que você ache esta história uma fantasia impossível de acontecer, mas não se engane.

Faça o teste

Abram o facebook e busquem um nome qualquer, pode ser de outro país. Teste com algum nome americano acompanhado de "USA" e filtre 'por pessoas'. Use, por exemplo, "Jason USA" ou "Jack USA". O primeiro resultado que aparece é um homem que basicamente usa sua timeline para publicar, sem restrição, fotos e vídeos de sua filha pequena. Vocês acham que isso é realmente seguro?

E você, cuida das preferências de segurança do seu perfil?

Reflita e comente abaixo.

Depois, compartilhe esse texto e ajude alguém que ainda não pensou nisso. #Opinião