O Senador Romário (PSB-RJ) terá que pagar uma indenização no valor de R$ 20.000,00 para a CBF (Confederação Brasileira de #Futebol). Romário é considerado um dos principais críticos do órgão máximo do futebol brasileiro. O ex-atacante vem se destacando por procurar sempre informar a população a respeito dos acontecimentos envolvendo o futebol brasileiro. Sua critica maior atualmente, segundo jornalistas, é contra a administração da CBF, presidida por José Maria Marín.

Além do entrave com a CBF, Romário questiona também os clubes brasileiros, sobretudo, a respeito dos atrasos salariais, que, de acordo com o Senador, atrapalha o desempenho das equipes em campo e gera conflitos entre os jogadores.

Romário é contra a gestão do atual presidente da CBF, José Maria Marín e agora também do sucessor, Marco Polo Nero.

Publicidade
Publicidade

O Senador afirma que a dupla nem se quer entendem de futebol e não estão preparados para tal cargo. A ralação entre Romário e CBF não é das melhores há tempos, pois, segundo ele, não vai condizer com irregularidades. No entanto, o jogador e Marín já tiveram boas relações, quando este assumiu o posto de 'chefão', o ex-jogador acreditou que a CBF estaria em boas mãos.

Ainda de acordo com Romário, o que ele espera é que a CBF cumpra com seu objetivo de fazer o bem para o futebol brasileiro, que precisa crescer, sem irregularidades.

Segundo a #Justiça, a condenação de Romário foi devido as declarações ofensivas do atual Senador. Dentre as principais falas atribuídas ao ex-jogador, estão a de que o comandante da Federação Paulista de Futebol deveria ter ficado 100 anos na cadeia, e que o presidente José Maria Marín é um 'ladrão'.

Publicidade

O 'baixinho' deve recorrer da sentença para esclarecer ao júri sobre toda essa história. Segundo o público nas redes sociais, Romário, hoje no Senado, representa os brasileiros apaixonados por futebol, que concordam com a maiorias das afirmações do ex-jogador. Com essa condenação, é esperado que a relação entre Romário e CBF se estremeça ainda mais.