Um fato inusitado ocorreu na madrugada desta sexta-feira, 3, na cidade de Cacoal, interior do estado de Rondônia, no norte do país. Um homem de nome Aparecido Miller Bremem Kamp, 28 anos, invadiu o cemitério do lugar e tentou desenterrar a mãe, morta no último domingo, 29. Aparecido foi impedido por coveiros que trabalhavam no local. Aparecido alegou ter tentado "ressuscitar" a mãe para passar a Páscoa com a família, no próximo domingo, dia 5.

Segundo informações do site G1, o autor do sacrilégio foi encontrado em casa por policiais que foram acionados pelos coveiros. Aparecido estava todo sujo, muito nervoso e chorava muito, agarrado a um pedaço do caixão que conseguiu arrancar da cova da mãe.

Publicidade
Publicidade

Ele foi levado para a delegacia de polícia da cidade onde aguarda decisão da justiça. O invasor pode ser condenado por violação de sepultura.

De acordo com o código penal, o artigo 210 sobre violação de sepultura, ressalta que quem violar ou profanar sepultura ou urna funerária pode ser condenado a pena de 1 (um) a 3 (três) anos de reclusão, além de multa, pois, leva-se em consideração o sentimento de respeito aos mortos.

Os moradores da cidade de Cocoal estão chocados com o ocorrido. No entanto, a atitude de Aperecido divide opiniões no lugar. Para muitas pessoas, perder um ente querido não é nada fácil, mas não justifica o ato desesperador do invasor. Entretanto, outras opiniões foram favoráveis a ação do rapaz, justificadas na fé de que a mãe dele poderia mesmo "ressuscitar".

Opiniões à parte, especialistas que já tiveram conhecimento sobre o caso, afirmaram que na área da mente humana, uma pessoa que sofra uma grande perda na vida pode cometer atos que jamais cometeria antes desse episódio ter acontecido.

Publicidade

No caso de Aparecido, com a morte da mãe, seu cérebro não registrou corretamente o falecimento desta, causando um sentimento ímpar de buscar soluções para o problema. Como estamos na semana da Páscoa, que representa a ressurreição de Cristo, esse fato fez com ele acreditasse que poderia trazer sua mãe de volta, evidenciando um caso clássico de depressão pós-morte de um ente querido. #Curiosidades