Não é somente do espetáculo circense que vivem as páginas político-policiais criadas pelos jornais. O que fazer em um país no qual a corrupção é o quarto poder e o povo travestido de palhaço observa, sem nada fazer, as cenas de uma mãe vindo aos meios de comunicação para implorar uma vaga na UTI de um hospital para seu filho? A #Natureza parece ser a única a reagir. Neste final de semana, ela deixou mais um recado, que por algum tempo irá impressionar o público e despertar um sentimento humanitário, que não deveria fazer parte do show bizz de nenhum programa jornalístico.

Xanxêre, cidade do interior de Santa Catarina.

Publicidade
Publicidade

Muitas pessoas ainda irão lembrar este nome por algum tempo, menor que o que seria necessário para acompanhar o que a intempérie realmente provocou na vida das pessoas envolvidas, muitas das quais não terão apoio solidário para reconstrução do que levaram uma vida para construir. O fundo nacional para para Calamidades Públicas, Proteção e Defesa Civil ainda terá recursos para bancar o apoio à população desta cidade, ou terão eles sido consumidos no mar de lama que assola o país?

Entretanto, qualquer revolta pública não é maior do que a que está escondida nos porões do poder, nos quais à boca pequena corre a informação que este mal poderia ter sido detectado e, ainda que não pudesse ser evitado, poderia prevenir a população. Mas os instrumentos disponíveis não estavam em pleno funcionamento, além da estação do INMET local não ter todo o equipamento necessário.

Publicidade

Iniciar uma caçada às bruxas que deve se iniciar em seus quadros, mais uma vez será dirigida para pessoas que não tem culpa por estes acontecimentos.

Até quando a lamentação posterior irá substituir medidas preventivas em locais nos quais, devido ao encontro de correntes de frio e calor, são passíveis de ocorrência de acidentes meteorológicos? Com a palavra, os técnicos do INMET e os "políticos" responsáveis por falcatruas que impedem que o dinheiro público seja aplicado no bem-estar da população civil. #Governo #Opinião