A propósito da perda de conceito do PT, alguns fatos revelam que o país está a caminho do caos político. Há algo de errado na política da ilha de Vera Cruz, nome posteriormente alterado para Terra de Santa Cruz. Nos dias atuais, ela é tida como ilha da corrupção. Alguns fatos dos últimos dias são dignos de menção:

· Durante o programa no horário político, o 'panelaço' e 'buzinaço' se fizeram ouvir em diversas localidades deste grande país, revelando que o descontentamento é geral, mesmo entre aqueles que recebem uma bolsa-qualquer coisa.

· A ausência da máxima dirigente do programa do horário político e o retorno do antigo líder revela o quão implacável é o tempo.

Publicidade
Publicidade

Ao vê-lo, em um novo retorno, volta à mente a máxima de Abraham Lincoln, insigne presidente norte-americano. Ele dizia algo que se aplica como uma luva à situação política atual. Dizia ele: "Você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar a todas por todo o tempo.".

· A cara irônica frente às câmeras de TV alerta para a "perda do poder" da presidente e de seu vice. Algo que se aprofundou com a aprovação da PEC da bengala. Parece ironia, mas ela é tida como medida em prol da economia do país. Acredita quem quiser.

A ausência da presidente já era esperada por todos. As coisas estão em um pé em que as vaias podem ocultar sua voz. Ela pode revelar um cansaço que está difícil de esconder.

Sobre a PEC da bengala, é necessária explicação adicional.

Publicidade

Ela amplia o tempo de aposentadoria compulsória para os ministros de tribunais superiores e do TCU - Tribunal de Contas da União. Com isto, diminui o poder da presidente que perde a indicação de novos ministros oportunidade de, mais uma vez, aplicar a filosofia do "é dando que se recebe", metodologia adotada pelos partidos políticos na atualidade.

A coroa da rainha está caída ao chão. Ela está sem força para levantá-la e novamente colocar as coisas no lugar. Resta esperar que as consequências não levem o país novamente a ter inflação elevada e que poupanças não sejam sequestradas (o que o governador paranaense parece ter esquecido ao saciar a sede do poder pelo dinheiro, com avanço no numerário da previdência estadual).

Pena que os apelos para que o demiurgo do universo pare o movimento incessante da terra em torno do sol (o que nem todos acreditam), para que os insatisfeitos desçam, ou para que os corruptos sejam deixados em algum outro planeta, não possam ser atendidos. Resta esperar que as coisas melhorem e que orações de muitos brasileiros sejam atendidas. #Opinião