Final de Janeiro de 1996, estoura um caso nos jornais e emissoras de televisão, para a maioria das pessoas uma piada, uma farsa, mas para muitos como eu, um fato muito sério, fartamente documentado, inclusive gerou um inquérito policial militar, o que na minha opinião atesta sua legitimidade.

Quatro investigadores ufólogos de renome no Brasil e até no exterior partiram para a cidade no Sul de Minas, casos de ufologia são bastantes comuns na região da Serra da Mantiqueira, uma breve pesquisa histórica comprova com facilidade os relatos de moradores, principalmente os das áreas rurais.

Os ufólogos Ubirajara Rodrigues, Pacaccine, Claudeir Covo e Marco Petit tiveram um papel de suma importância no evento, sem eles não saberíamos os rumos tomado pelos militares, mesmo com várias testemunhas.

Publicidade
Publicidade

O caso inclui ingredientes que não podem deixar passar batido como mortes de animais, morte de um policial militar, transferência de bombeiros e policiais militares envolvidos diretamente no caso, tentativa de socorro a um ser em um hospital, sendo que o mesmo foi recusado pelo chefe do posto de saúde, testemunhas que viram uma grande nave fazendo fumaça, testemunha que viu os militares recolhendo os destroços da mesma.

Sem contar com as três meninas que viram a criatura, por sua fé católica associaram a um demônio, pela a aparência bizarra, detalhe até hoje não voltaram atrás uma vírgula do que falaram, mesmo tendo ofertas para desmentirem em suposto canal de televisão, mesmo sendo motivo de chacota por parte de muitos, mesmo sendo podendo ser prejudicadas no dia a dia da cidade pequena.

Publicidade

Outro aspecto foi o fato da movimentação estranha de caminhões da Escola de Sargento das Armas (EsA), dentro da cidade, nos hospitais e lei do silêncio dentro da unidade militar.

 Hoje temos muitas destas questões esclarecidas no livro do Marco Petit, recém lançado, outras ainda sem respostas.

Depois disso tivemos a campanha "Ufos, Liberdade de Informação Já" que obteve um grande resultado nas liberações de documentos secretos da Força Aérea Brasileira (FAB), mesmo com a recusa do Exército e da Marinha. Hoje temos conhecimento através destes documentos que estão para qualquer cidadão acessar no Arquivo Nacional, do envolvimento de militares em casos de ufologia.

Creio que seja de grande importância a cobrança do cidadão, mesmo que o mesmo seja totalmente cético no assunto, como fui um dia,sabermos o que o #Governo através dos militares sabem e o que descobriram. 

Em 1986 o Brigadeiro Octávio Júlio Moreira Lima, na época Ministro da Aeronáutica, indo a televisão dar explicações sobre a perseguição da caças da Força Aérea, das bases de Santa Cruz no Rio de Janeiro e de Anápolis em Goiás.

Publicidade

O surpreendente é que foi a primeira vez no mundo inteiro em que uma autoridade militar, vai à mídia dar explicações sobre o ocorrido.

Hoje temos a Inglaterra e França além do Brasil com milhares de páginas de documentos liberadas para consulta, só que nosso trabalho ainda não acabou, temos que exigir o total conhecimento do que os militares sabe a respeito.

Hoje a maioria dos brasileiros creem em vida extraterrestre, dentre estes a maioria acreditam que eles podem nos visitar.

 Espero que a verdade prevaleça e que em breve possamos ter a certeza de anos de pesquisa, a certeza que não estamos sós neste imenso universo conhecido. #História #Curiosidades