O Enem é hoje a principal forma de ingressar no ensino superior, seja em instituições públicas ou privadas de ensino. Por isso é preciso ficar atento para não perder a chance de participar do maior #Vestibular do país.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (14), em Brasília, o ministro da #Educação Renato Janine Ribeiro finalmente revelou o prazo de inscrições do Enem 2015, que será aberto entre no dia 25 de maio e fecha de 5 de junho. As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro.

O edital, que dará oficialidade a estas datas, será publicado na edição da próxima segunda-feira no Diário Oficial da União.

Publicidade
Publicidade

Apesar disso, o representante do MEC já adiantou algumas novidades desta edição do Enem.

A taxa de inscrição sofreu um grande reajuste de acordo com a inflação, o valor é de 63 reais, bem maior do que os 35 ,que vinha sendo cobrado nas últimas edições. Os alunos de escolas públicas que irão concluir o ensino médio, e pessoas que declarem insuficiência socioeconômica, de acordo com a lei, este ano estarão isentos da taxa de inscrição. Para confirmar a inscrição o estudante deverá quitar o valor até 21h59 de 10 de junho, caso contrário, não prestará o exame. Os locais de aplicação das provas serão divulgados no Cartão de Confirmação de Inscrição, que vai ser entregue no endereço fornecido pelo candidato no momento da inscrição.

O Ministério da Educação, anunciou também novas medidas que darão mais segurança na hora em que o estudante for fazer a inscrição.

Publicidade

A partir deste ano não será permitido usar o mesmo endereço de e-mail para fazer mais de uma inscrição. E ainda, será obrigatório informar um número de telefone ou celular válido. Será também necessário criar uma pergunta secreta, como em outros sites que possuem suportes para e-mail.

Janine também fez uma previsão quanto à quantidade de inscrições a serem feitas. De acordo com o ministro aproximadamente 9 milhões de candidatos prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio.

Então é melhor não deixar pra última hora, pois sabemos que falhas no sistema são características nos sistemas de inscrição do governo brasileiro. #universidade