Quando falam em #Justiça, na verdade, estão comentando sobre a injustiça. Como assim? A famosa justiça nada mais é que um conjunto de regras, a serem modificadas quase sempre, por um semianalfabeto, pobre de espírito.

Complicada definição principalmente para os imaturos ou inexperientes no assunto, como os jovens e a grande massa trabalhadora, afinal, quem trabalha em duras jornadas, além de não evoluir financeiramente, também não pode evoluir, em outras áreas importantes. "A justiça tarda, mas não falha"; Na justiça de Deus, você está absolvido? E agora, qual das justiças as pessoas devem acreditar? São muitos bordões, mitos, lendas e inverdades a serem desvendadas por todos, os curiosos capacitados para a sabedoria sobre o tema proposto.

Publicidade
Publicidade

Na justiça humana, homens encarregados por mandatos provisórios ditam as novas regras a serem seguidas no plenário. As novas regras automaticamente são como num passe de mágica, transformadas em leis absolutas, ditadas pela #Mídia e conferidas pela polícia de modo veemente. O pequeno problema é que, basta uma resposta positiva da maioria dos parlamentares para que uma lei completamente absurda seja aprovada; ocasionando assim a desatualização de (quase sempre) uma lei melhor; que existia anteriormente.

Lei humana é alienada a interesses, unicamente materiais e circunstanciais

Agora vem a parte mais problemática, que é a burocracia, a demora, e a sistemática para o desenvolvimento de um processo comum; seja ele criminal, civil, da família. A realidade é que um bom advogado faz a diferença em qualquer um desses processos, geralmente.

Publicidade

A influência desses profissionais do direito é decisiva para qualquer réu, seja culpado ou inocente.

O sistema prisional está repleto de sentenciados inocentes, ou seja: pessoas ingênuas que só estão comprometidas ali porque policiais precisavam prender alguém para solucionar uma ocorrência. Mostrar serviço é preciso na polícia. Outro grande problema é a demora nos processos, pois fazem uma cansativa especulação; padrão jurídico também é um "saco", e tem que lentamente ser respeitado.

Só para terem uma ideia: às vezes para gerar um simples e obrigatório número para início de um processo, pode demorar de seis meses a um ano. Obviamente com influência, dinheiro e sorte tudo se inverte nessa #História.