Conviver com os vizinhos pode ser simples ou complicado. Ter uma boa convivência com os moradores ao lado depende não somente de etiquetas sociais, como também de atitudes e o respeito ao próximo.

Seguem algumas #Dicas básicas para evitar situações de atrito com seus vizinhos:

Existem vizinhos que resolvem ouvir música no último volume. Se quiser ter uma convivência amigável, evite tocar música alta, por mais feliz, alegre que esteja.

No caso de uma festa, por exemplo, que pode rolar barulho em tom mais alto, converse antes com seu vizinho e informe sobre o evento. Após o evento, é legal ir à casa do vizinho saber se incomodou e é delicado até levar algum quitute como forma de se desculpar e de ser gentil.

Publicidade
Publicidade

Um tipo de reclamação comum diz respeito aos animais de estimação. É comum as pessoas ficarem muito tempo fora de casa por conta da rotina de trabalho, deixando os bichos sozinhos e estressados. Assim, estes podem ficar agitados e latir alto, incomodando toda a rua. Por isso, tente sempre deixar os animais de estimação na companhia de alguém durante o dia.

Há ainda aqueles que resolvem iniciar obras nas primeiras horas da manhã, começando desde cedo com o barulho de furadeiras e marteladas. Essa rotina pode incomodar o vizinho que, por exemplo, trabalha a noite, o que trabalha em casa, assim como muitos vizinhos que acordam mais tarde.

Para quem mora em apartamento, pequenas gentilezas podem fazer a diferença na convivência com vizinhos. Por exemplo, se você estiver entrando no elevador e perceber que alguém está se aproximando, aguarde e segure a porta, pois na próxima vez pode ser você.

Publicidade

Outra situação corriqueira eme prédios é tentar sair, mas ver que a passagem do seu carro está travada por outro automóvel. Por isso, respeitar o limite das vagas é fundamental.

Cuidados básicos são fundamentais para uma convivência harmoniosa não só com o vizinho, como em todas as nossas relações. Que tal adotar uma atitude mais gentil em sua vida? Esta mudança só trará benefícios para todos nós! #Família #Comportamento