A população brasileira se vê cada dia mais distante da sua legítima representação. Quando um cidadão vota e elege seu representante, espera dele atuação democrática e austera, mas não é isso que ocorre. O candidato vem até sua casa através da televisão, rádio e até pessoalmente, como é o caso de cidades do interior, prometendo o que pode e o que não pode. Quando chegam ao poder tudo é esquecido em prol da governabilidade. Já sabendo das condições dos municípios, dos estados e da união, por que se candidatam? Se o fazem é porque acreditam ter as soluções para os problemas. Porém fazem de tudo para chegar ao poder, passando por cima de leis eleitorais e da ética, para simplesmente obter destes órgãos as benesses que eles proporcionam.

Vejo prefeitos de pequenas cidades demitindo funcionários públicos, fechando PSFs, hospitais, restringindo investimentos sociais em nome dessa governabilidade, alegando que os repasses da união caíram muito e fica inviável a administração. Entretanto, se candidatam já sabendo destes e de outros problemas, e acabam tomando medidas que prejudicam a população.

Agora perguntamos, que culpa a população tem da incompetência administrativa? Que culpa o povo tem se os repasses diminuíram? Que culpa a população tem se os políticos transformam as prefeituras, os governos estaduais e o #Governo federal em cabides de empregos? A criação da L.R.F. melhorou muito a fiscalização e o cumprimentos das regras ao gestor público, mas precisamos avançar mais. Precisamos criminalizar políticos que se candidatam prometendo e depois acabam fazendo da administração pública um verdadeiro negócio nebuloso e beneficiando seus amigos e correligionários em detrimento a grande parte da população.

Um maior rigor nessa lei evitaria pessoas mal intencionadas assumirem os governos sem a mínima consciência financeira dos municípios ou órgãos públicos, para que aqueles que forem eleitos democraticamente administrem de forma responsável e façam destes órgãos o espelho de nosso país austero e responsável perante a sua população. Pode até ser utopia mas se responsabilizarmos criminalmente os administradores públicos, com certeza, muita coisa irá melhorar, principalmente as questões sociais, devido a redução da corrupção e a economia das sobras de uma máquina pública menor. #Crise econômica #Reforma política