Há muito se discute sobre o papel de um ex-presidente no fortalecimento da democracia de seu país e na continuidade de projetos e ações iniciados enquanto mandatário de uma nação.

Além do debate comum sobre o assunto, há uma discussão política e intelectual sobre o papel público que esses líderes podem desenvolver pós-mandato, preservando informações sigilosas, mas estabelecendo uma agenda propositiva para seu país. Paralelo a essa discussão e sobre a maturidade que o assunto exige, governantes do mundo todo sabem da importância de continuar seus trabalhos, estendendo sua atuação em pautas que não se encerram após o fim de cada mandato.

Nesta seara, Bill Clinton, George Bush, Al Gore e o ex-presidente de Portugal Mario Soares são alguns exemplos de ex-presidentes e ex-primeiros-ministros que criaram fundações ou institutos, permitindo continuar com ações e agendas sobre temas de ordem social ou humanitária.

Publicidade
Publicidade

Fome, Combate à Pobreza, Diálogos de Paz, Economia, Meio Ambiente, Agenda Verde, Cooperação Internacional e Relações Internacionais são alguns dos temas discutidos e debatidos em eventos pelo mundo, inclusive no Brasil. Tão relevante em continuar este trabalho é que, como exemplo, Al Gore recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2007 por suas atividades em prol de uma Agenda Verde para o mundo.

Recentemente o Instituto #Lula divulgou um relatório de atividades, compilando 25 anos de histórias e realizações que se iniciou com a criação do Instituto de Estudos e Pesquisas dos Trabalhadores (IPET), passando pelo Instituto Cidadania e como Instituto Lula desde 2001 até dias atuais.

Com editoração moderna, colorida e bem ilustrada por fotos memoráveis, a publicação mostra as ações institucionais e diplomáticas de Lula no Brasil e no mundo, apresentando uma relevante trajetória para o público.

Publicidade

Além da agenda diplomática, o relatório mostra que Lula teve encontros oficiais, de 2001 a 2015, com chefes e ex-chefes de estado, dirigentes de organismos internacionais e também informações sobre a Iniciativa África, Iniciativa América Latina que são experiências iniciadas enquanto Presidente da República.

Além de dados e infográficos, a ativa agenda do ex-presidente é exposta através de inúmeros prêmios, condecorações e por citações, matérias e presenças na mídia global. São destacados os registros e relatos de lideranças globais sobre as bandeiras defendidas por Lula e parceiros internacionais.

RELEVÂNCIA

Mais do que uma publicação sobre a pessoa ou partido, a leitura é importante para se entender o papel diplomático e de liderança que figuras públicas exercem na construção de diálogos e é um excelente panorama sobre a geopolítica que governantes estabeleceram em seus mandatos, como também os laços criados com os povos e nações.

ACERVO PRESIDENCIAL

Para conhecimento, a Lei 8.394/1991 determina que os ex-presidentes sejam responsáveis pela preservação e pelo acesso de documentos do período presidencial, devido a sua importância histórica do período de governo do país.

Publicidade

Documentação e Memória, Relações Internacionais, Preservação de Acervo, Digitalização Audiovisual e Fotográfico, Portal Multimídia são algumas atividades que são realizadas para organizar o acervo do ex-presidente Lula.

Para a melhor gestão destes materiais, é comum a criação de entidades sem fins econômicos, que contam com doações de pessoas jurídicas e físicas.

INSTITUTO É ALVO DE ATAQUE A BOMBA

No dia 30 de Julho, quinta-feira, a sede do instituto que fica no bairro do Ipiranga em São Paulo foi atacada por uma bomba caseira jogada de um carro e que explodiu no portão, deixando um buraco. Nenhuma pessoa foi atingida. A Polícia Federal vai investigar as possíveis causas para o ataque.

Links relacionados:

http://br.blastingnews.com/brasil/2015/08/no-mesmo-dia-liderancas-sindicais-farao-ato-pro-lula-em-sao-paulo-00518327.html

http://br.blastingnews.com/brasil/2015/08/marcha-das-margaridas-chega-ate-brasilia-pedindo-a-cabeca-de-cunha-00514095.html #História #Opinião