Em uma era onde várias pessoas são adeptas das chamadas redes sociais, o jornal impresso perde um pouco o seu valor. Em vista do fortalecimento da comunicação por meio das mídias digitais, o jornalismo impresso precisa se reinventar a cada dia, procurando fazer uma analise mais abrangente dos temas cotidianos.

Hoje as pessoas não têm mais tempo para ler o jornal impresso, como faziam em décadas passadas. A geração atual mal tem tempo de tomar café. É aí que as redes sociais entram e estão cada dia mais em alta. O jornal digital anda ganhando o seu espaço pela facilidade do acesso.

No entanto, acredito que o papel ainda seja a preferência de muitas pessoas.

Publicidade
Publicidade

O grande problema nisso tudo é a tecnologia. Por um lado ela pode até parecer uma excelente pedida nos dias de hoje, mas, por outro, possui seu lado negativo, que é tirar da vida das pessoas coisas que existem e fazem parte do dia a dia há muitos anos. O jornal digital já atinge a marca de 1 milhão de leitores, quase o mesmo número de um jornal impresso.

Outro ponto negativo são os diálogos dentro de casa, que estão cada dia menores. E as pessoas começam a deixar de fazer programas saudáveis em família e de conviverem. E a tecnologia não para por aí. Hoje tudo pode ser feito através de um clique no celular, sem precisar ir até a banca de jornal  ou, até mesmo, esperar o jornaleiro pela manhã. Através da #Internet você já tem, em um minuto, todas as noticias. Com o aumento da tecnologia, os jornais investiram nas suas versões virtuais. 

Existem também os sites de notícias em tempo real, onde podemos saber dos principais acontecimentos.

Publicidade

Acredito também que a mídia digital atinja os telejornais, pois, com os sites de notícias em tempo real, muitas pessoas deixam de assistir ao noticiário. Para se ter uma noção, podemos baixar um aplicativo no celular para assistir os jornais virtuais em qualquer lugar, assim como podemos também receber as principais notícias através do rádio. 

Os jornais impressos precisam realmente se reinventar todos os dias para manter o seu posto. Acredito que, mesmo com toda essa tecnologia tomando conta de nossas vidas, em uma era onde as pessoas não têm mais tempo para aquela velha xícara de café pela manhã acompanhada do famoso pão-francês, o jornal impresso não vai perder o seu espaço. Sempre irão existir aquelas pessoas que são adeptas a ele. 

E como é gostoso manusear e saborear as páginas de um jornal impresso, com aquele cheirinho de tinta fresca... #Opinião #Blasting News Brasil