Kalyn Thompson, professora nos Estados Unidos, está envolvida em um caso polêmico. De acordo com a acusação, a professora teria aumentado a nota de um aluno de 17 anos, após ter tido relações sexuais com ele.

Kalyn dá aula de inglês no estado de Oklahoma no ensino médio e após ser acusada, foi condenada a um ano de prisão por ter mantido relações sexuais com o jovem estudante. As pessoas começaram a desconfiar porque o estudante não era tão dedicado assim aos estudos e suas notas eram sempre fracas, mas de repente ele começou a ter notas altas.

O caso foi parar na #Mídia e saiu em grandes jornais, como The Mirror e Daily Mail.

Publicidade
Publicidade

A professora tem 25 anos de idade e estava lecionando na escola Kellyville High School há quase um ano. Ela começou a trocar mensagens com o jovem estudante e o contato deles foi se tornando cada vez mais íntimo. O jovem de 17 anos revelou que chegou a ter relações sexuais com a professora por 2 vezes apenas, sendo a primeira vez bem próximo a um lago, não muito distante do local onde oram e a segunda vez eles já foram direto para um motel.

O caso ficou praticamente impossível de não ser descoberto porque no semestre passado o jovem estudante foi reprovado em inglês, mas desde que ele começou a ter mais contato com a professora, suas notas aumentaram repentinamente e ele chegou a ter média 98 na matéria.

No estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, a relação sexual é permitida a partir dos 16 anos de idade, mas neste caso a professora foi condenada, primeiro por ser uma professora e ter o dever de zelar pelos alunos e também por causa de ter falsificado as notas. Kalyn Thompson já pediu demissão da escola, mas a autoridade responsável pelo caso disse que este fato vai persegui-la por toda a vida e que certamente ela não conseguirá mais atuar como professora.

Publicidade

A mãe do jovem chegou a entrar em contato com a professora, quando descobriu que eles estavam trocando mensagens e pediu a ela para não procurar mais o seu filho, o que não aconteceu. Dois estudantes da escola flagraram a professora com o jovem em um carro e registraram fotos, que chegaram aos funcionários da escola. Após averiguação o caso foi descoberto. #Educação #EUA