"Quanto mais conheço as pessoas, mais admiro os #Animais", escreveu o historiador e jornalista português Alexandre Herculano nascido em Lisboa em 28/03/1810. Apesar de ser uma frase escrita há bastante tempo nunca se fez tão atual e presente na sociedade moderna, onde muitas pessoas reconhecem e combatem os maus tratos aos diferentes animais e ecossistemas do planeta. 

Na semana passada foi divulgado um vídeo na Espanha que rapidamente se transformou num dos virais de maior sucesso e com mais apreciações nas redes sociais. Trata-se de um garotinho #Nepalês de nome Adrian, um verdadeiro herói que com sua inocência e amor, salvou uma cabra de ser sacrificada à deusa hindu Gadhimai num sangrento ritual religioso entre a fronteira do Nepal e Índia, o que provocou relatos comoventes mundo afora com centenas de milhares de curtidas e compartilhamentos do vídeo. 

Era a primeira vez que o garoto ia ao templo e imediatamente se enterneceu por uma cabra encontrada ocasionalmente, de acordo com o relato de sua família.

Publicidade
Publicidade

Adrian percebendo que o animal iria ser degolado, agarrou-se ao mesmo, chorando e gritando muito, pois temia pelo destino cruel de sua mais nova amiga. Alguns adultos tentaram tirar o animal dele, o que só fez aumentar o desespero do menino. O final feliz desse acontecimento é que por fim, todos tiveram que se conformar em não sacrificar o animalzinho e acabaram levando o menino e a cabra de volta para casa no meio das montanhas. 

Infelizmente mais de cinco mil outros animais como cabras, pombos, galinhas, ratos, porcos e búfalos não tiveram a mesma felicidade da cabra e foram massacrados no festival, que é considerado como o maior show de sacrifícios religiosos de animais no planeta, gerando cada vez mais protestos de outros países e de vários grupos protetores dos animais. Este vídeo mesmo de Adrian que se disseminou no Youtube, foi feito às escondidas por um grupo de proteção espanhol chamado Igualdade Animal

O grupo se utilizou de tecnologia moderna como câmeras escondidas e até drones para revelar ao mundo, tamanha carnificina de seres vivos.

Publicidade

Trata-se de imagens de violência extrema que são submetidos os bichos, despertando na opinião pública a aversão às culturas e religiosidades que são cruéis com seres indefesos. A associação em questão promoveu ainda a campanha Pare com os Sacrifício, visando cessar o abate de bichos do festival e de certo modo obtiveram sucesso, pois o Governo da Índia bloqueou o transporte de animais para o festival.

Assim como o pequenino Adrian, que os adultos estejam aptos a partilhar o planeta com as outras espécies, que os racionais sejam solidários e parem com as injustiças causadas nos animais através principalmente da conscientização pública. Quanto a Adrian, alguns chegaram a dizer que o menino era um “cordeiro salvando a outro cordeiro”! #Mídia