É notória a nossa indiferença e descaso em relação às coisas abomináveis que acontecem fora de nossos círculos próximos, praticadas por quem supostamente também pertence à espécie humana. A crueldade praticada por alguns da nossa espécie contra outros humanos, e também contra animais, é de revoltar o estômago até dos mais fortes.

A imagem que roda o mundo, do menininho sírio Aylan, estendido morto numa praia da Turquia, é resultado direto dessa nossa indiferença e descaso. Nós nos chocamos com a imagem, com o fato específico, achamos absurdo e revoltante, mas nos omitimos cerimoniosamente sobre as causas que a geraram, que é a simples e infindável Luta pelo Poder, onde um quer impor seu modo de ver o mundo sobre o outro, a qualquer custo e a despeito de qualquer consequência.

Publicidade
Publicidade

Contamos as vítimas dessa Luta pelo Poder aos milhões somente no último século, período que, direta ou indiretamente, afeta a todos nós. São as vítimas das duas grandes Guerras, dos conflitos étnicos, dos conflitos religiosos cada vez mais radicais, dos conflitos ideológicos e políticos, e por uma das consequências quase impossível de ser erradicada nesta Luta pelo Poder: a #Corrupção.

Conflitos alimentam a corrupção e vice-versa. Quanto mais conflitos, mais "salvadores da pátria", normalmente populistas e posteriormente ditatoriais, aparecem. Todos alegam saber a solução do conflito, mas simplesmente querem ganhar a luta para depois usufruir de seus benefícios e alimentar esquemas corruptos que visam a sua própria perpetuação no poder. E esses esquemas de corrupção, na maioria das vezes, geram sérias consequências sociais que levam a mais conflitos, realimentando o sistema vicioso.

Publicidade

Por isso, é realmente muito bom que a foto do menininho sírio Aylan corra o mundo muitas e muitas vezes, por muito tempo. Quanto mais tempo essa absurda tragédia humana for exibida, maior será a chance de que uma massa crítica suficiente de seres da espécie humana saiam de seus estados de indiferença e descaso e decidam a realmente contrapor-se efetivamente contra essa insana e mortal Luta pelo Poder que gera esse espetáculo de horrores no nosso pequeno planeta, sobre o qual, forçosamente, teremos que conviver por ainda vários milhares de anos. #Terrorismo #Comportamento