Não é nenhum segredo para os brasileiros, nem para os países vizinhos, que o Brasil está passando por um momento financeiro extremamente crítico. Afundado em dívidas e governado por políticos corruptos, a nação brasileira está indo de mal a pior. E o que todos se perguntam é se existe solução, se o Brasil irá conseguir se reerguer.

Segundo o jornal britânico Financial Times (FT) em editorial desta segunda-feira, 21, o país até pode conseguir superar a crise, mas antes, as coisas tendem a piorar ainda mais.

Enquanto o governo brasileiro tenta colocar a culpa dos problemas no Brasil na crise mundial, todo sabemos que os reais culpados são os nossos governantes, que há muitos anos vem afundando o país com uma administração obscura e fraudulenta.

Publicidade
Publicidade

E, infelizmente, nós, os brasileiros, pagamos essa amarga conta, sendo penalizados diariamente por um governo falido.

Ainda segundo o jornal, é muito grande a chance da economia brasileira recuar neste e no próximo ano. Esse é o pior desempenho do país desde 1931. Além do péssimo governo, os motivos que só pioram a situação do país é a baixa popularidade da presidente Dilma, a desvalorização do real em relação ao dólar e o aumento dos juros para a contenção da inflação.

Isso sem falarmos na crise na Petrobras, os protestos recentes que inundou o país, e o desejo dos brasileiros pelo impeachment de Dilma, o que deixa a confiança no Brasil vulnerável. Mas, felizmente, nem tudo está perdido, o Brasil é um país rico, possui instituições fortes que sobreviveram ao mensalão e as investigações da operação Lava Jato.

Publicidade

O que precisamos mesmo é de políticos comprometidos com a verdade, que queiram tirar o país dessa situação lastimável em que se encontra. Não podemos desistir do nosso Brasil, precisamos mostrar a nossa força e clamar por mudanças. Cabe a cada um de nós, filhos dessa Pátria, lutarmos para que a nossa casa volte a ser chamada de lar, onde os filhos dessa terra não sintam mais vergonha de ser brasileiros.

O Brasil é um país de futuro, mas, para isso, precisamos de reforma no governo urgentemente.   #Opinião #Blasting News Brasil #Crise no Brasil