No dia 20 de Agosto, a Polícia Federal realizou a operação Éden na cidade de Bom Jardim, no Maranhão. Nela, a PF cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão dos suspeitos de terem desviado verbas das reformas de escolas, da merenda escolar, do Pnae e do Fundeb.

Humberto Dantas dos Santos, 41, o ‘Beto Rocha’, ex-secretário de Assuntos Políticos, ex-prefeito de Bom Jardim e filho do ex-prefeito da cidade de Lagarto, em Sergipe, Zezé Rocha, foi preso junto de Antônio Gomes da Silva, ex-secretário de Agricultura. Na Operação, a PF não conseguiu encontrar a ex-prefeita Lidiane Leite, de 25 anos, que hoje se encontra foragida da Justiça.

Publicidade
Publicidade

Lidiane e Beto

A ex-prefeita Lidiane Leite, antes de conhecer o sergipano Beto, tinha uma vida humilde na pequena cidade de Bom Jardim, onde nasceu e cresceu. Para sobreviver, ela vendia leite na porta de casa e não conseguiu chegar ao Ensino Médio, pois parou de estudar no Ensino Fundamental. Segundo moradores da cidade, Lidiane sempre teve boa aparência e simpatia com os clientes, por isso, tinha boa freguesia e boa reputação na cidade, o que atraiu as atenções do fazendeiro Beto Rocha. Não demorou muito para que os dois iniciassem o namoro.

O sergipano Humberto Dantas dos Santos era um fazendeiro que detinha um patrimônio em torno de R$ 14 milhões. Nessa riqueza, destacavam-se fazendas, apartamentos em São Luiz e caminhonetes de luxo. Seu pai, Zezé Rocha, ex-prefeito da cidade de Lagarto em Sergipe, é membro da poderosa família Rocha.

Publicidade

Beto concorreu para prefeito da cidade de Bom Jardim pelo PMN, no ano de 2012, porém, teve a candidatura impugnada pelo Ministério Público Eleitoral, por denúncia de compra de voto ou “Captação ilícita de sufrágio”.

Ele, então, renunciou e pôs a namorada, Lidiane, como candidata a prefeita pelo PRB. Na época, ela não possuía bens registrados em seu nome e, mesmo assim, acabou se elegendo com 50,2% dos votos válidos (9.575) contra 48,7% (9.289) do médico Dr. Francisco (PMDB).

O antes e o depois da prefeitura

De uma vida humilde, quando vendia leite para sobreviver, à uma vida de luxo e ostentação, esse foi o resumo da trajetória de Lidiane Leite como namorada de Beto Rocha e, logo depois, prefeita de Bom Jardim. Antes, na rede social Facebook, Lidiane postava mensagens de incentivo e apoio ao povo da cidade. Também postava fotos do namorado doando remédio para a prefeitura e detinha propostas que falavam em reconstruir a cidade, além de dar valor a educação e aos professores.

No entanto, quando eleita, disse: “Quem vai mandar é Beto, junto de vocês.

Publicidade

Eu estou aqui somente para obedecer”. Nas escolas, começaram a faltar o lanche das crianças, fato que fazia por onde os professores liberassem os alunos mais cedo. E do outro lado, a prefeita postava fotos luxuosas, ostentando bastante. Quando alguém reclamava, ela respondia que com o dinheiro era dela e ela fazia o que bem entendesse.

Polícia Federal quer sua ajuda

Logo depois dos mandados, a PF fechou o cerco nos aeroportos e rodovias do estado do Maranhão. Lidiane Leite esta sendo considerada foragida há alguns dias. “Nós estamos solicitando aos cidadãos de bem do Maranhão e demais estados que cada um de vocês se tornem um agente de nossa polícia, que nos auxilie na captura dessa fugitiva”, disse Alexandre Saraiva, superintendente regional. #Crime #Corrupção #Casos de polícia