Uma recém pesquisa feita pela E-Talent com um milhão de brasileiros, apontou que menos de 2% tinham talento para empreender. Não é a toa que uma em cada quatro empresas fecham antes de completar dois anos. O fato é que a maioria dos novos empreendedores não estão preparados para trabalhar mais do que com o trabalho de carteira assinada e tão pouco ganhando menos no começo.

Toda pessoa que pensa em trabalhar por conta própria, deve antes se fazer algumas perguntas:

"Eu estou mesmo preparado(a) para largar meu atual emprego e trabalhar mais tempo do que já trabalho?"

Muita gente, por exemplo, acha que vai trabalhar menos, quando, na verdade, vai trabalhar mais.

Publicidade
Publicidade

Acha que vai poder tirar férias a qualquer momento, e vai ficar muitas vezes sem ter sequer um dia de descanso.

"Eu estou preparado(a) para ganhar menos do que eu ganho hoje?"

O novo empreendedor(a) deve estar preparado para ficar seis meses, no mínimo, sem retirar um real sequer da empresa. Isso acontece pelo fato da empresa ainda estar se firmando no mercado, angariando novos clientes.

"Eu estou preparado(a) para fracassar uma, duas, três ou mais vezes?"

Aprenda com os erros e bola pra frente. Há pesquisas que mostram que quem insistiu, no segundo ou terceiro negócio, acaba tendo mais chances de se aprender com os erros do primeiro negócio. Quem vai trabalhar por conta própria tem que saber liderar o tempo todo. Precisa ter noções de marketing, recursos humanos, contabilidade e finanças.

Publicidade

Outras peguntas fundamentais na decisão de se tornar empreendedor(a) são:

  • Quanto eu gosto dessa atividade?
  • Quanto isso me dá prazer?
  • Quanto isso me estimula?

Na realidade, mais do que ter visão sistêmica, sobre marketing, recursos humanos, contabilidade e finanças, é ter prazer na atividade que irá empreender. Outra dificuldade é saber em qual área atuar. Não se descobre um talento por um clique. Como saber se você tem o talento para empreender?

O talento para algumas pessoas, as vezes, ele está a flor da pele. Algumas pessoas se reconhecem muito facilmente. As vezes desde criança ou muito jovem. Mas a essência para o profissional de sucesso é o auto conhecimento. Esta talvez seja a grande chave do futuro empreendedor.

Pesquisas apontam que apenas 17 em cada 1000 brasileiros tem o talento para empreender. Esse número cai para 13 no caso das mulheres. O fato é que, se o futuro empreendedor combinar alguns aspectos de natureza comportamental, seja de relacional e, de fato, entender do negócio, ter um bom produto e juntar todo esse processo, ele tem chance de avançar.

Todas as perguntas citadas são necessárias para que se entenda que, empreender é muito bom, mas também tem riscos. #Opinião #Dicas #Blasting News Brasil